Maduro sinaliza que permanecerá no poder e pede apoio à população - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

26/02/2019


Maduro sinaliza que permanecerá no poder e pede apoio à população

Em declaração, o Grupo de Lima afastou a hipótese de intervenção, defendendo que a solução para a crise venezuelana siga o caminho pacífico e por meio da população.

© Handout . / Reuters

No momento em que o Grupo de Lima aprova uma declaração em defesa de eleições livres na Venezuela e do fim do governo do presidente Nicolás Maduro, o venezuelano pede à população para que o apoie e promete manter-se no poder. Maduro disse nesta segunda-feira (25), na sua conta pessoal no Twitter, que os problemas internos do país devem ser resolvidos com “união nacional”.

“Na Venezuela reina a autodeterminação do nosso povo. Resolvemos os problemas com união nacional e o governo bolivariano que eu presido. Juntos pela Venezuela”, disse Maduro, fazendo críticas aos Estados Unidos e demais países que apoiam o presidente interino, Juan Guaidó.

 

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, ressaltou que há uma orquestração internacional, liderada pelos norte-americanos, para promover intervenção em território venezuelano.

 

Em declaração, o Grupo de Lima afastou a hipótese de intervenção, defendendo que a solução para a crise venezuelana siga o caminho pacífico e por meio da população.

 

O chanceler venezuelano insistiu que há uma disputa internacional pelo petróleo venezuelano. Segundo ele, o governo de Maduro atua para proteger a soberania do país.

 

 

Ver imagem no TwitterVer imagem no TwitterVer imagem no TwitterVer imagem no Twitter

Nicolás Maduro

@NicolasMaduro

Debe entender el imperio y sus lacayos, que en Venezuela reina la autodeterminación de nuestro pueblo. Los problemas los resolveremos en unión nacional, con el Gobierno Bolivariano que presido. ¡Juntos por Venezuela!

4.978 pessoas estão falando sobre isso

 

Com informações da Agência Brasil
Portal WSCOM