Lula e Cássio demonstram que estão próximos e com discursos afinados - WSCOM

menu

Política

27/07/2007


Lula e Cássio demonstram que

Os bastidores da solenidade desta quinta-feira 26 no Espaço Cultural, em João Pessoa, serviram para indicar como está a relação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com a política local. Quem assistiu o evento, garante: anda muito próxima a relação do governador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT).

O governador sentou-se ao lado do presidente durante todo o evento e os dois não pararam de trocar impressões ao pé do ouvido, tudo isso sob os olhares do senador José Maranhão (PMDB) e de um grande público que lotou o Teatro Paulo Pontes.

Cássio tomou a liberdade, quebrando o protocolo, de apresentar quatro peças publicitárias sobre os programas Pão e Leite e Luz Para Todos, ressaltado a parceria do Governo do Estado e do Governo Federal. As publicidades emocionaram e arrancaram risos do presidente ao mostrar pessoas simples falando como suas vidas melhoraram com os programas.

A intenção da apresentação foi rebater críticas feitas pela oposição, que acusaram o governador de que durante as eleições do ano passado não mencionou nas mesmas peças promocionais a parceria do Governo Federal, Cássio quis ainda mostrar sua fidelidade ao presidente.

Além disso, o governador agradeceu, em inúmeras vezes, o presidente e seus programas. Repetindo um lema que diz ter aprendido com o ex-governador e seu pai, o deputado federal Ronaldo Cunha Lima (PSDB), de que quem pede tem que saber agradecer.

“Esse é um momento histórico e muito importante para o nosso estado. (Estamos) num ato suprapartidário, em que a Paraíba de foram unida e coesa, se reúne para aplaudir e agradecer”, disse. Cássio finalizou pedindo que o presidente fosse aplaudido de pé pelos presentes e o coro acabou cantando o famoso Lulalá.

Lula também mostrou em vários pontos do seu discurso que os dois (ele e Cássio) falam a mesma língua. Entre os pontos citados por Lula e já mencionados por Cássio estão:

A união das bancadas em prol do desenvolvimento do Estado – Lula falou da união das bancada nordestina pelo desenvolvimento da região e o interesse na criação de uma força suprapartidária.

“Os investimentos têm que vir para todos os lados, independentes de cor partidária. Não fazer oposição por oposição e sair da ‘mesquinharia’ do ‘sou contra’ apenas porque o projeto pode também beneficiar o presidente (ou o governador)”, disse Lula, batendo numa tecla recorrente do governador.

Lula ainda respondeu de pronto um dos pleitos de Cássio. A possibilidade da Transnordestina também passar pelo Estado. “Não vejo a Transnordestina sem passar pela Paraíba. É uma obra de integração”, afirmou Lula.

A proximidade dos dois gestores durante o evento, e até nas ações do dia-a-dia, pode realmente ter causado ciúmes em várias frentes – aí não só na oposição, talvez até em aliados do governador – que depois saíram inconformados com as críticas de Lula aos governantes do passado, ao PSDB, DEM e até ao PMDB.

Notícias relacionadas