Lukaku pede que torcida do United pare de cantar sobre seu órgão sexual - WSCOM

menu

Mais Esporte

22/09/2017


Lukaku pede fim de música no United

JOGADOR BELGA

Foto: autor desconhecido.

O atacante Romelu Lukaku engrossou o coro pelo fim da música que a torcida do Manchester United canta a fim de exaltar o suposto tamanho de seu órgão sexual (segundo os torcedores, 24 polegadas – ou 61 centímetros). A polêmica é o assunto da semana na Inglaterra, e o jogador enfim se manifestou a respeito, em entrevista coletiva.

"Os torcedores têm uma boa intenção com as músicas, mas vamos deixar isso pra lá", declarou o jogador, num comentário republicado pelo United nas redes sociais com a hashtag #RespectEachOther ("Respeite o outro", em inglês).

O canto, que teria surgido na partida contra o Basel, pela Liga dos Campeões, no último dia 12, virou tema de discussão por seu suposto componente racista. A organização "Kick It Out", que luta contra o preconceito nos gramados, diz que a letra tem conteúdo discriminatório.

"Estereótipos racistas nunca são aceitáveis, independentemente de qualquer intenção de mostrar apoio para um jogador. Esse é um canto racista. Nós contatamos o Manchester United no que diz respeito a essa questão e vamos trabalhar próximos a eles e à federação inglesa para garantir que isso seja abordado rapidamente", afirmou à "BBC" um porta-voz da organização.

Desde então, a "Kick It Out" tem trabalhado em parceria com o Manchester United e outros veículos online para estimular o debate e uma consequente conscientização a respeito do tema. A hashtag espalhada nas redes sociais é um sinal do posicionamento do clube.

Notícias relacionadas