Lígia nega traição a Ricardo e atribui informação a ‘invenção’: “Não há ato meu de deslealdade” - WSCOM

menu

Política

16/04/2018


Lígia nega traição a Ricardo e atribui informação a ‘invenção’: “Não há ato meu de deslealdade”

Foto: autor desconhecido.

A vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) negou, nesta segunda-feira (16), qualquer plano do seu partido para se aproveitar de uma possível desincompatibilização do governador Ricardo Coutinho (PSB) e montar um novo governo, como ventilado na última semana.

A suposta traição foi tratada como “disse me disse” pela vice-governadora. Ela afirmou que a informação de formação de um ‘governo paralelo’ é de “pessoas que rondam o palácio com invenções e fantasias”.

“Governo paralelo? Isso é fantasia, delírio que surge do nada para sujar a honra de uma mulher decente, não tem uma palavra minha que tenha falado mal desse governo”, declarou.

Ela ainda defendeu a sua honra e afirmou que apesar de ser uma vice “discreta e parceira” nunca foi “dobrada”.

“Todos conhecem minha trajetória, o PDT sempre se posicionou a favor dessas ideias e desse projeto, não existe um ato só meu de deslealdade…Não existe vice mais discreta e parceira que eu, sou humilde, mas sou guerreira, como uma mulher da Paraíba, guerreira sim senhor pode ser dobrada? Agora só tem uma luta que é a do povo”, destacou.