Lideres da Articulação criticam Frei Anastácio por 'lavagem' na sede do PT - WSCOM

menu

Política

12/08/2005


Lideres da Articulação criticam Frei

Os deputados petistas Rodrigo Soares (estadual) e Luiz Couto (federal) e o presidente estadual do PT, Adalberto Fulgêncio, criticaram, em nota distribuída entre a base partidária, militantes e a população paraibana, a postura de algumas lideranças que participaram de ato contra o partido, lavando a sede do Diretório Regional.

O documento, que foi emitido no último dia 11, traz seis itens, expressando que os deputados e o presidente estadual consideram incoerente a atitude dos militantes que participaram do ato. Também diz que é pura hipocrisia e infidelidade procurar usar um momento de dificuldade como o que o PT e Governo Lula estão passando para se auto-promover.

A nota diz ainda que é pura difamação e calúnia as declarações de alguns participantes do ato, de que integrantes do Campo Majoritário na Paraíba, do qual fazia parte, inclusive, o deputado Frei Anastácio, tenham cometido qualquer ato de ilicitude.

E por fim afirma que é na crise que se identificam os falsos e os verdadeiros. “Os petistas verdadeiros sabem enfrentar a crise com seriedade e responsabilidade que o momento exige. Os que cometeram erros e/ou ilícitos serão julgados e punidos adequadamente. O PT, entretanto, será preservado e assegurada a sua inestimável contribuição à História Viva do nosso País”, encerra a nota.

Leia nota na integra

Os deputados Luiz Couto, Rodrigo Soares e o presidente do Diretório Regional do PT – Adalberto Fulgêncio –, a propósito da iniciativa de alguns militantes em promover a lavagem da sede do DR, em 04/08, vêm a público expressar as seguintes considerações:

1. A atitude de deboche e incoerência desses militantes não se coaduna com a postura que o momento exige, e que devem assumir, face à gravidade e seriedade dos problemas que o partido enfrenta;

2. É, no mínimo, contraditório que integrantes da Direção Partidária (como é o caso de alguns participantes do evento) estejam agora querendo aparecer para a opinião pública como alheios à vida partidária;

3. Consiste em pura difamação e calúnia as declarações de alguns participantes daquele ato, de que integrantes do Campo Majoritário na Paraíba, do qual fazia parte, inclusive, o Deputado Frei Anastácio, tenham cometido qualquer ato de ilicitude;

4. É falsidade e incoerência compor o Governo, ocupando cargos comissionados – portanto, de confiança – e, ao mesmo tempo, contrariar essa responsabilidade participando de uma ação como aquela, a exemplo de alguns manifestantes que exercem cargos de direção em diversos Orgãos do Executivo Federal;

5. É pura hipocrisia e infidelidade procurar usar um momento de dificuldade como este para se autopromover, condenando irresponsavelmente e intempestivamente o Presidente Lula, o Governo, sobretudo, porque há bem pouco tempo eram só elogios;

6. Finalmente, é na crise que se identificam os falsos e os verdadeiros. Os petistas verdadeiros sabem enfrentar a crise com seriedade e responsabilidade que o momento exige! Os que cometeram erros e/ou ilícitos serão julgados e punidos adequadamente. O PT, entretanto, será preservado e assegurada a sua inestimável contribuição à História Viva do nosso País! Quem viver verá!

João Pessoa, 11 de agosto de 2005 “

Notícias relacionadas