LEIA E ASSISTA: Walter Santos analisa cassação em Tocantins e compara à Paraíba - WSCOM

menu

Notícias

22/03/2018


LEIA E ASSISTA: Walter Santos analisa cassação em Tocantins e compara à Paraíba

Foto: autor desconhecido.

O jornalista e analista político Walter Santos comenta, nesta quinta-feira (22), a cassação do governador de Tocantins, Marcelo Miranda, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo Walter, o caso não tem semelhança com o do governador Ricardo Coutinho, que será analisado pelo TSE em breve.

Leia o post e assista o comentário do blogueiro:

‘Decisão do TSE sobre cassação de Marcelo Miranda não tem semelhança com Paraíba, mesmo com euforia tucana

Há em João Pessoa, a partir de setores ligados ao PSDB e o senador Cássio Cunha Lima, a difusão de comentários dando conta de que a decisão do Tribunal Superior Eleitoral cassando o mandato do governador Marcelo Miranda e sua vice, Cláudia Lélis, é idêntico ao Recurso da Paraíba, no caso IPVA de 2014, no qual os Tucanos pedem a cassação do governador Ricardo Coutinho e sua vice, Lígia Feliciano.

A bem da verdade, melhor dizendo, dos Autos dos dois processos não existe nenhuma semelhança entre eles. Nenhuma mesmo.

Antes de exposição comprobatória, lembremos que o Recurso da Paraíba saiu de pauta hoje mas pode entrar na agenda da próxima semana.

O CASO TOCANTINS

O TSE cassou o mandato de Marcelo Miranda porque comprovou nas investigações que os R$ 500 mil apreendidos no ano de 2014 eram de recursos de Caixa 2, ou seja, não contabilizados.

O CASO PARAÍBA

Diferentemente da situação do Tocantins, na situação do Recurso do processo do IPVA, o Tribunal Regional Eleitoral decidiu por 6 votos pela improcedência da denuncia contra o governador Ricardo alegando inexistir dolo ou irregularidade no processo de uso do IPVA em 2014.

SÍNTESE

Apesar da euforia tucana e da força de Cássio, são duas situações distintas, dispares e que, no caso da Paraíba, o TSE não pode ignorar a decisão do TRE à unanimidade.’