Legatto utiliza música coral para contar Via Sacra - WSCOM

menu

Música

15/04/2011


Música coral para contar Via Sacra

Legatto

Foto: autor desconhecido.

Dando continuidade as apresentações sacras do período quaresmal, o Grupo Vocal Legatto se apresenta neste domingo, 17, às 18h, na igreja Santo Antônio de Pádua, no conjunto Ernesto Geisel.

O grupo interpreta músicas que contam a história da Via Sacra de Jesus Cristo, todas em latim, que foram compostas pelo maestro paraibano Tom K e por José Lobo de Mesquita.

A última apresentação do Legatto acontecerá na Basílica das Neves, no dia 20 de abril, ás 19h30, com a presença do arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto.

Criado em 2006, o Grupo Vocal Legatto é um coral independente, sendo regido pelo maestro Onivaldo Júnior. Já participou de diversos festivais de corais na Paraíba, além de terem integrado o coro da ópera Orfeo Ed Euridice, que abriu o festival Nordeste Cantat em Maceió, no ano de 2008.

Formado por profissionais das mais diversas áreas, que possuem em comum a paixão pela música, integram o grupo Bárbara Carneiro, Paula Regina, Salete Lélis, Thaïs de Matos, Andréa Castro, Lis de Luna, Sulenita Severo, Ticiana Soares, Abidias França, Ricardo Gomes, Yuri Rodrigues, Arturo Gouveia, Helder Vieira, Hermes Barbosa e Thyago Freire.

Saiba mais de cada canção abaixo:

Et Incarnatus (Tom K): Trecho da oração do Credo, que diz que Jesus Cristo nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado.

O Vos Omnes (José Lobo de Mesquita): A mãe de Jesus, ao ver o filho carregando a cruz, indaga aos passantes: “Vós que passais por esta estrada, vinde e vede se há dor semelhante à minha”.

Improperia (Tom K): Jesus questiona a humanidade sobre os benefícios que Deus lhe concedeu e o que recebeu em resposta. A música tem solo do tenor Ricardo Gomes.

Felle Potus (Tom K): A Jesus é dado fel e vinagre para beber, ao passo em que seu corpo é perfurado por lanças, cravos e espinhos.

Tenebrae Factae Sunt (Tom K): Crucificado, Jesus envia seu espírito e morre, no momento em que tudo se faz trevas. A música tem solo do barítono Onivaldo Júnior.

Stabat Mater (Tom K): A mãe de Jesus sofre as dores de ver o filho morto.
 

Notícias relacionadas