Lançada Campanha Outubro Rosa 2017 na Paraíba - WSCOM

menu

Paraíba

26/09/2017


Lançada Campanha Outubro Rosa 2017

PREVENÇÃO

Foto: autor desconhecido.

Foi lançada nesta segunda-feira (25), na sede do Ministério Público Federal na Paraíba (MPF/PB), a campanha Outubro Rosa 2017, que nesta edição traz o tema ‘Quem procura, cura!’ e busca conscientizar a sociedade da importância de obter o diagnóstico precoce para a redução da taxa de incidência de doenças e óbitos de mulheres por câncer de mama. A campanha é realizada pela ONG Amigos do Peito com o apoio do MPF.

Neste ano, a ONG Amigos do Peito tem como principal reivindicação o direito à mamografia a partir dos 40 anos, como garante a Lei 11.664/2008. A abertura do evento foi realizada pela fundadora e presidente da ONG, Joana Marisa de Barros, e pelo procurador da República José Guilherme Ferraz. Logo em seguida, o público pôde conferir a apresentação da cantora lírica Ana Gouveia. Durante o evento, integrantes da ONG Amigos do Peito participaram caracterizadas com o desenho de uma lágrima no rosto, para simbolizar o luto pelas mulheres que morreram em decorrência do câncer de mama.

“Nossa luta busca reduzir a mortalidade por câncer de mama e todas as consequências nefastas relacionadas a um diagnóstico tardio, mas o caminho deste objetivo é longo e precisa ser construído passo a passo”, salientou a médica mastologista e fundadora da ONG Amigos do Peito, Joana Marisa de Barros.

Para o procurador Guilherme Ferraz, a união entre órgãos públicos e a organização Amigos do Peito é de extrema importância pois garante a manutenção de medidas preventivas para “identificar quais as efetivas dificuldades que impedem a mulher paraibana de ter acesso ao diagnóstico e ao tratamento precoce para a doença, buscando-se superá-las”.

Participaram da mesa de abertura representantes de diversos órgãos públicos e entidades ligados à defesa e promoção da saúde da mulher. Além dos representantes do MPF, procurador José Guilherme Ferraz da Costa e o procurador-chefe do órgão, Rodolfo Alves da Silva. Também integraram a mesa a médica mastologista, fundadora e presidente da ONG Amigos do Peito, Joana Marisa de Barros; a coordenadora de saúde da mulher, Fátima Moraes, representando a Secretaria de Estado da Saúde; as promotoras de Justiça de Defesa da Saúde de João Pessoa, Jovana Maria Silva Tabosa e Maria das Graças de Azevedo Santos, representando o Ministério Público da Paraíba (MPPB); a secretária adjunta de saúde de João Pessoa, Ana Giovana Medeiros de Oliveira e a defensora regional de direitos humanos da Paraíba, Diana Freitas, representando a Defensoria Pública da União.

O evento contou ainda com um fórum que discutiu aspectos de controle do câncer de mama e as medidas necessárias a serem implementadas para que além da redução da mortalidade seja possível um diagnóstico precoce na vida das mulheres acometidas pela doença. A mesa do fórum foi presidida pelo procurador da República Guilherme Ferraz e composta pela vice-presidente da ONG Amigos do Peito, Eulina Helena Ramalho, a presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia – Regional Paraíba, Jeane Sandra Nogueira Tavares, as promotoras de Justiça de Defesa da Saúde de João Pessoa, Jovana Maria Silva Tabosa e Maria das Graças de Azevedo Santos, a coordenadora de saúde da mulher da Secretaria de Saúde Estadual, Fátima Moraes e o presidente do setor de imagens da Sociedade Brasileira de Mastologia, Everton Amorim.

Primeiros resultados – A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que vai ampliar a faixa etária para a realização da mamografia de rastreamento. Conforme matéria divulgada hoje (26) no site da PMJP, apesar do Ministério da Saúde recomendar o exame em mulheres dos 50 aos 69 anos, a prefeitura determinou que o serviço seja priorizado na capital a partir dos 40 e até os 74 anos de idade. A medida atende à necessidade de cuidado preventivo e consiste em uma ampliação de mais de 87% no número de mulheres que serão beneficiadas, segundo a Prefeitura.

Iluminação rosa – Desde o lançamento até o final da campanha, o MPF/PB iluminará a sua sede na capital na cor rosa – cor símbolo da luta contra o câncer de mama. Durante o mês de outubro, todas as demais sedes do órgão no estado também ficarão iluminadas em tom rosa, como forma prática de divulgar para a população a luta contra o câncer de mama.
 

Notícias relacionadas