Juristas afirmam que adiamento de julgamento no STF comprova perseguição a Lula - WSCOM

menu

Política

05/04/2019


Juristas afirmam que adiamento de julgamento no STF comprova perseguição a Lula

"A prisão de Lula é uma execução provisória", afirmou o jurista Eugênio Aragão.

Juristas criticaram a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, de adiar, nessa quinta-feira (4), o julgamento das ações sobre a prisão em segunda instância. Para os magistrados, os constantes adiamentos da Justiça para julgar ações relacionadas ao ex-presidente são uma demonstração da morosidade para libertá-lo e comprovam que Lula sofre perseguição política.

 

“A prisão de Lula é uma execução provisória. Infelizmente, vivemos num cenário em que o país não tem nenhuma segurança jurídica. Tudo muito improvisado”, afirmou o jurista Eugênio Aragão.

 

LEIA ABAIXO O BOLETIM DA RESISTÊNCIA DEMOCRÁTICA: 

Boletim 409 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

 

1. O procurador aposentado do Ministério Público do Rio de Janeiro Afrânio Silva Jardim e o jornalista Juca Kfouri visitaram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva hoje (4). Ambos disseram que, para o ex-presidente, a missão é não calar e não aceitar a arbitrariedade. Kfouri relatou que é impossível estar com Lula e não sair otimista, pois ele “só fala em projetos para o Brasil”. O procurador, por sua vez, destacou o caráter político e a “brutalidade” do injusto encarceramento de Lula, que completa um ano no domingo, 7. 

 

2. Thiago Trindade Lula da Silva, um dos netos do ex-presidente, esteve na Vigília nesta quinta-feira e participou do “Boa Noite, Presidente Lula!”. “Estou aqui porque acredito no legado que ele construiu, em todas as políticas públicas. É isso que nos move. A gente quer continuar ganhando direitos, nunca perdê-los”, disse Thiago. Ele também agradeceu a persistência da Vigília e ressaltou o quanto a mobilização é importante para o seu avô: “ele sente a energia de todo mundo, o abraço, o carinho e tem esperança por causa de vocês”. 

 

3. Juristas criticaram a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, de adiar, hoje (4), o julgamento das ações sobre a prisão em segunda instância. Para os magistrados, os constantes adiamentos da Justiça para julgar ações relacionadas ao ex-presidente são uma demonstração da morosidade para libertá-lo e comprovam que Lula sofre perseguição política. “A prisão de Lula é uma execução provisória. Infelizmente, vivemos num cenário em que o país não tem nenhuma segurança jurídica. Tudo muito improvisado”, afirmou o jurista Eugênio Aragão. 

 

4. A Caravana Lula Livre ocupa as ruas do Sul do país neste fim de semana em defesa da libertação do ex-presidente, da democracia e contra a retirada de direitos imposta por Jair Bolsonaro (PSL). O primeiro ato da comitiva é amanhã, em Porto Alegre; no sábado, estará em Florianópolis, e, no domingo, em Curitiba, num grande ato na Vigília Lula Livre. Um dos integrantes da caravana será Fernando Haddad. 

 

5. A presidenta nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), acusa os membros da operação Lava Jato de cometerem quatro crimes: corrupção passiva, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e organização criminosa. Para a deputada, “quem teria que estar preso não era Lula. Quem teria que estar preso é Deltan Dallagnol e Sérgio Moro, porque incidiram em crime. Ela reforçou o crime de corrupção passiva, artigo 317 do Código Penal, por terem entregue informações relevantes aos Estados Unidos e à Suíça, para prejudicar empresas brasileira e todo o Brasil. “E receberam por isso”, disse. 

 

6. O Leilão Lula Livre, com 50 fotos de renomados fotógrafos brasileiros, todas autografadas por Lula, foi um sucesso. Ocorrido na quarta-feira à noite, em São Paulo e João Pessoa, o evento teve 2 mil participantes e arrecadou R$ 623.900,00. As fotos são um resgate histórico- mostram toda a trajetória sindical e política de Lula nos últimos 40 anos – e também constituem uma manifestação contra sua injusta e arbitrária condenação. Lula é preso político há 363 dias. As fotos foram doadas pelos fotógrafos. Os recursos arrecadados serão destinados ao Instituto Lula. 

 

LEIA MAIS: Lula envia carta escrita a mão à atriz Tássia Camargo

 

Com informações Brasil 247
Portal WSCOM