Juliana Alves diz que foi afastada como rainha da Tijuca por dinheiro - WSCOM

menu

Entretenimento

24/08/2018


Juliana Alves diz que foi afastada como rainha da Tijuca por dinheiro

Foto: autor desconhecido.

A atriz Juliana Alves, 36, foi substituída como rainha de bateria da Unidos da Tijuca. Em sua conta no Instagram, Juliana publicou uma despedida depois de seis carnavais representando a escola.

“O que tenho com a Tijuca é um valor construído ao longo de anos. Por ser tijucana, por ser sambista. Sou comunidade.”, diz a atriz. “Isso não tem só a ver com o bairro onde vivemos. Tem a ver com o meu jeito de ser e meu jeito de sentir. Tem a ver com identidade.”

No ar como Mazé na novela “O Tempo Não Para”, Juliana desmente que não comparecia aos ensaios. A atriz afirma que, mesmo cansada ou triste, dava o seu melhor pela escola do coração. “Meu sorriso vinha fácil com tanto amor, tanto carinho que eu recebia e a alegria de estar em casa.”

O motivo do afastamento que Juliana recebeu do presidente da escola, Fernando Horta, foi financeiro. “A gente discorda em algumas coisas… mas eu sigo te respeitando, te admirando pelo que fez pela nossa escola nos últimos anos e sou muito grata por ter confiado a mim essa missão tão linda”, diz.

Saudosa, Juliana afirma que continuará torcendo pela Unidos da Tijuca. “Saio triste e contra a minha vontade mas agora, só com o tempo mesmo”, diz. “Unidos da Tijuca, te amo pra sempre. A dor passa, o samba cura, o amor fica.”

A nova rainha de bateria da Unidos da Tijuca será Elaine Azevedo, 35, apresentadora de esportes do programa Donos da Bola, na Band do Rio.

Ela recebeu o convite do presidente da escola há duas semanas para substituir Juliana Alves.”

Recebi o convite da direção da escola e aceitei na hora. Fui chamada há duas semanas e não paguei nada. Não paguei um tostão. O que foi combinado é que vamos ter uma troca de mídia. Também fiquei responsável por pagar a minha fantasia porque eu quero manter o meu figurinista. Há anos, eu faço as minhas fantasias com o Guilherme Alves e não abro mão dele”, disse Elaine.

A apresentadora já foi rainha de bateria da Estácio de Sá. Elaine contou que ficou dez anos sem desfilar na Carnaval carioca. O seu último desfile foi também à frente dos ritmistas em 2017 pela Estácio de Sá, onde havia sido também rainha dez anos antes.

Com informações da Folhapress