João Pessoa lidera ranking de adultos com prática insuficiente de atividades físicas no Brasil - WSCOM

menu

Paraíba

29/12/2018


João Pessoa lidera ranking de adultos com prática insuficiente de atividades físicas no Brasil

Ranking foi divulgado pela Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção de Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) do Ministério da Saúde.

Imagem meramente ilustrativa

Na corrida contra o sedentarismo, João Pessoa ficou em último lugar entre as capitais onde a prática de atividades físicas entre os adultos é considerada suficiente. O ranking divulgado pela Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção de Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) do Ministério da Saúde deixa a capital paraibana longe de ser referência na vida urbana saudável.

 

As academias lotadas e orlas ocupadas por corredores e caminhantes no verão não fazem parte da rotina de 50,6% dos entrevistados paraibanos. A pesquisa coloca quase empatadas as cidades do Recife (50,4%), seguida por Fortaleza (50,3%) e Natal (48,5%), que identificam a região Nordeste como mais sedentária.

 

As mulheres de João Pessoa superam a média, os números do relatório mostram que 58,6% delas são consideradas sedentárias. O percentual masculino registrou 41,0% de insuficiência de práticas de exercício, o terceiro lugar do país, atrás de Teresina e Fortaleza.

 

De acordo com o relatório, a condição de prática insuficiente de atividade física é atribuída a indivíduos cuja soma de minutos despendidos em exercícios no tempo livre, no deslocamento para o trabalho/escola e na atividade ocupacional não alcança o equivalente a pelo menos 150 minutos semanais de atividades de intensidade moderada ou pelo menos 75 minutos semanais de atividades de intensidade vigorosa.

 

A Vigitel é realizada com maiores de 18 anos em 26 capitais e nos Distrito Federal. Foram entrevistadas 53 mil pessoas entre fevereiro e dezembro de 2017. Ou seja, o levantamento não registra os hábitos e tendências de pessoas que moram em cidades do interior do Brasil.