João destaca ações dos primeiros 100 dias de mandato e comenta articulação na ALPB - WSCOM

menu

Política

10/04/2019


João destaca ações dos primeiros 100 dias de mandato e comenta articulação na ALPB

Foto: autor desconhecido.

Por Wallyson Costa / Portal WSCOM

O governador João Azevedo fez nesta quarta-feira (10), um balanço dos primeiros 100 dias de gestão na Paraíba. Em evento, ele também lançou  os Centros Integrados de Comando e Controle da Paraíba, onde serão implementados 1.300 câmeras de segurança em núcleos espalhados inicialmente em João Pessoa, Campina Grande e Patos.

João destacou a continuidade das ações do governo e as ações significativas nos primeiros 100 dias, a exemplo da redução do ICMS para consumidores que usam até 90 kwats/h e negociações com embaixadas internacionais, que possibilitarão investimentos na Paraíba, como o estaleiro em Lucena com investimento de R$ 3,5 bilhões.

“Aquilo que nos comprometemos em 2018  era dar seguimento a um projeto vitorioso que mudou a Paraíba e foi isso que buscamos fazer. Manter o ritmo, novos programas e fazer com que a Paraíba continue avançando”, disse o governador.

João apontou para o empréstimo de US$ 50 milhões como o fato mais emblemático desta primeira etapa do seu mantado no Estado. Ele citou a luta com o Governo Federal para aprovação do empréstimo.

” Em fevereiro recebemos a missão que era quase impossível de realizar, em reunião com o Banco Mundial que havia sido aprovado em Washington e que não teria sido autorizado pelo governo federal. Tivemos a oportunidade de, em 30 dias realizar todas as etapas e exigências que o banco e a burocracia se faz. Conseguir para a Paraíba mais de R$ 300 milhões é o ponto mais emblemático”, declarou.

Articulação na Assembleia

A articulação na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) que pode levar mais deputados para a gestão estadual também foi comentada pelo governador. Ele preferiu adiar a pauta para depois que as discussões ocorram.

“Chamamos agora o deputado Hervázio Bezerra para ocupar a Secretaria de Esporte, Juventude e Lazer. Se houver necessidade e se entendermos necessário, faremos o chamamento, mas isso tido em função de discussões que teremos no futuro”, pontuou.