Inter vence, sobe na tabela e Bota ensaia crise - WSCOM

menu

Mais Esporte

26/08/2005


Inter vence, sobe na tabela

O Internacional entrou novamente na briga pela liderança do Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira, o time gaúcho venceu o Botafogo por 1 a 0, no Rio de Janeiro, e encostou na zona de classificação para a Copa Libertadores da América. A equipe carioca, por sua vez, ensaia uma crise após quatro partidas sem vitória no certame.

Enquanto isso, o alvinegro, que já havia perdido a paz após a derrota para o Fortaleza, segue com 32. Só que agora em décimo lugar, sua pior colocação neste Brasileiro.

Desta forma, o clube da Estrela Solitária continua em queda livre. O Botafogo venceu os seus quatro primeiros jogos e chegou a disparar na liderança do campeonato, mas caiu muito de rendimento a partir da segunda metade do primeiro turno.

“O momento é difícil. Temos que ter a cabeça no lugar e administrar essas arestas que ficam por conta da falta do resultado. Esse vai ser nosso trabalho no dia-a-dia”, disse o técnico do Botafogo, Péricles Chamusca.

Enquanto um princípio de crise atinge General Severiano, no Beira-Rio o Internacional recupera a confiança dos seus torcedores. Depois de um momento turbulento, os gaúchos venceream duas partidas seguidas (no domingo venceu o Coritiba) e voltou a incomodar os primeiros colocados.

Na próxima rodada, o colorado vai tentar manter o embalo no domingo, às 16h, contra o Cruzeiro, no estádio do Mineirão. Já o Botafogo pretende reconquistar paz enfrentando o Corinthians, no Pacaembu, no mesmo dia e horário.

O jogo

O Botafogo ameaçou primeiro logo aos 6min. Alex Alves dominou pela meia direita e tocou em profundidade para Guilherme, que invadiu a área e chutou rasteiro, cruzado, mas o goleiro Clemer defendeu.

Mas o Inter não se abalou e deu um grande susto na torcida alvinegra aos 11min. Na cobrança de escanteio da esquerda, Wilson cabeceou no canto direito de Max, à meia altura, mas o goleiro do Botafogo conseguiu espalmar a bola, fazendo grande defesa.

Com o jogo equilibrado, o Botafogo deu o troco levando mais perigo num lance curioso, aos 13min. Zé Roberto aproveitou a sobra quase na pequena área, pela direita, e chutou cruzado. A bola bateu na trave direita, passou por cima da linha, tocou na trave esquerda e foi afastada pela defesa do Inter.

Foi o Inter, no entanto, que abriu o placar aos 22min. Tinga passou por três adversários dentro da área, pela esquerda, e chutou em cima da zaga. A bola sobrou para Edinho, que chutou, mas a bola desviou novamente na defesa alvinegra. No segundo rebote, Elder Granja pegou de primeira da entrada da área e acertou o ângulo esquerdo de Max.

O Inter se animou e perdeu grande chance de ampliar o placar aos 34min. Gustavo cruzou rasteiro da esquerda e Bill dominou dentro da grande área, mas ficou desatento e foi desarmado por Fernandão. O atacante colorado ficou cara a cara com Max, mas chutou por cima do travessão.

Mesmo dominado, o Botafogo acabou sendo premiado com um pênalti aos 38min. Índio subiu para cabecear e tocou com o braço na bola. Alex Alves bateu rasteiro no canto direito do goleiro e marcou, mas o arbitrou mandou repetir, alegando invasão de Guilherme. Na segunda cobrança, Alex Alves chutou no mesmo canto e Clemer espalmou.

O Inter voltou melhor para o segundo tempo e quase ampliou aos 18min. Tinga recebeu lançamento na meia esquerda e tentou encobrir Max, mas a bola passou rente ao travessão.

O Botafogo tentou o empate com todas as forças, mas esbarrou na boa marcação do Inter. Até que, aos 28min, o time carioca voltou a levar perigo ao gol adversário. Reinaldo recebeu passe de Ruy dentro da área, pela direita, driblou um zagueiro e chutou forte. A bola passou rente à trave direita de Clemer, perdendo a última boa chance.

BOTAFOGO

Max; Émerson, Scheidt e Asprilla, Ruy (Marcelinho), Jonilson, Glauber, Zé Roberto e Bill (Ramon); Alex Alves e Guilherme (Reinaldo)

Técnico: Péricles Chamusca

INTERNACIONAL

Clemer; Índio, Wilson e Edinho; Elder Granja, Gavilán, Perdigão (Alex), Tinga (Wellington) e Jorge Wagner; Fernandão e Gustavo (Rafael Sóbis)

Técnico: Muricy Ramalho

Local: estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)

Assistentes: Evandro Luís Silveira e Osny Antônio Silveira (ambos de SP)

Cartões amarelos: Ruy (B), Índio (I)

Gol: Elder Granja, aos 22min do primeiro tempo

Notícias relacionadas