Inter bate São Paulo e volta a vencer em casa - WSCOM

menu

Mais Esporte

17/08/2005


Inter bate São Paulo e

O Internacional fez as pazes com sua torcida. Depois de quatro jogos sem vitória no estádio Beira-Rio, a equipe gaúcha voltou a triunfar em Porto Alegre ao bater o São Paulo por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, na estréia de ambos os times na Copa Sul-Americana.

Exatamente um mês após seu último resultado positivo como anfitrião (5 a 2 sobre o Juventude), o Internacional se aproveitou da opção do São Paulo de atuar com equipe mista para reencontrar o caminho da vitória depois de seis jogos. Desde que superou o Paysandu por 2 a 1, o time de Muricy Ramalho somou três empates e três derrotas no Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, além de ganhar nova motivação para o torneio nacional, o Internacional fica a um empate das oitavas-de-final da Sul-Americana. O time gaúcho tenta confirmar a vaga no estádio do Morumbi, onde faz o segundo duelo com o São Paulo em data a ser definida pela Conmebol. O time paulista se classifica com uma vitória por 1 a 0 por ter feito um gol como visitante.

O vencedor deste confronto brasileiro enfrenta na próxima fase quem levar a melhor entre os argentinos Newell’s Old Boys e Rosário Central, que iniciam a disputa nesta quinta-feira.

O São Paulo volta à rotina de tropeços justamente no estádio onde fizeram a primeira final da Copa Libertadores deste ano, diante do Atlético-PR. Após acabar com o jejum de oito rodadas sem vitória no Brasileiro ao superar o Fortaleza no último domingo, o time tricolor conhece nova derrota em seu reencontro com um torneio internacional.

Ao poupar sete titulares (apenas Rogério Ceni, Lugano, Júnior e Mineiro começaram a partida), o técnico Paulo Autuori aproveitou para dar chance a jogadores como Alê, Thiago e Vélber, além de promover a estréia do meia Leandro Bomfim, contratado nesta semana. A “equipe B”, porém, sucumbiu diante dos titulares gaúchos.

As duas equipes voltam a campo pelo Brasileiro neste final de semana. No sábado, o São Paulo reedita a final da Libertadores ao enfrentar o Atlético-PR na Arena da Baixada, em Curitiba. O Internacional, por sua vez, recebe o Coritiba no domingo, novamente no Beira-Rio.

O jogo

Como bom anfitrião, o Internacional começou melhor a partida e levou perigo ao gol de Rogério Ceni logo aos 7min, em cabeceio de Fernandão. Aos 18min, novamente em jogada pelo alto, foi a vez de Edinho aproveitar rebote e chutar para fora.

Errando muitos passes no setor ofensivo, o São Paulo demorou a oferecer perigo ao gol gaúcho e o fez pela primeira vez somente aos 20min, em falta batida por Júnior que parou nas mãos de Clemer. Superior em campo, o Inter por pouco não abriu o placar com gol olímpico de Jorge Wagner. Rogério Ceni ficou só olhando a bola sair rente ao travessão.

Depois de tanto pressionar, a equipe da casa conseguiu sair em vantagem aos 35min. Élder Granja recebeu na direita, dentro da área, e chutou com força. A bola tocou em Júnior e enganou Rogério Ceni, passando entre as pernas do goleiro são-paulino.

Mas a festa gaúcha durou pouco tempo. Quatro minutos mais tarde, o time de Paulo Autuori chegou ao empate. Mineiro acertou belo disparo de fora da área e também contou com desvio (em Jorge Wagner) para mandar a bola no canto esquerdo de Clemer, deixando tudo igual.

Depois do intervalo, o São Paulo quase virou o placar aos 3min. Alê chutou prensado e viu a bola bater no travessão de Clemer. No entanto, assim como no primeiro tempo, o Internacional logo retomou o domínio da partida no Beira-Rio.

Aos 9min, Rogério Ceni viu sua rede ser balançada pela segunda vez, porém, de maneira irregular. Índio aproveitou rebote de chute forte de Perdigão e mandou de cabeça, mas o árbitro assinalou impedimento.

Quatro minutos mais tarde, o Inter conseguiu retomar a vantagem no placar. Depois de cruzamento da direita, Lugano e Renan bateram cabeça e o atacante Gustavo, que entrou no lugar de Rafael Sóbis, disparou firme para bater Rogério Ceni.

Até o fim do jogo, o São Paulo tentou sair de Porto Alegre ao menos com um empate. E quase atingiu seu objetivo aos 43min. Rogério Ceni bateu falta com categoria e carimbou o travessão de Clemer. No rebote, a bola sobrou para Leandro Bomfim, que cabeceou direto pela linha de fundo.

INTERNACIONAL

Clemer; Índio (Bolívar), Edinho e Wilson; Élder Granja (Edmílson), Gavilan, Perdigão, Jorge Wagner e Alex; Rafael Sóbis (Gustavo) e Fernandão

Técnico: Muricy Ramalho

SÃO PAULO

Rogério Ceni; Alê, Edcarlos e Lugano; Souza (Leandro Bomfim), Renan, Mineiro, Richarlyson e Júnior (Fábio Santos); Vélber (Diego Tardelli) e Thiago

Técnico: Paulo Autuori

Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Árbitro: Márcio Rezende de Freitas (Fifa-Brasil)

Auxiliares: Marco Gomes (Brasil) e Aristeu Tavares (Brasil)

Cartões amarelos: Perdigão (INT), Wilson (INT), Souza (SP), Alex (INT), Alê (SP)

Gols: Élder Granja, aos 35min, e Mineiro, aos 39min do primeiro tempo; Gustavo, aos 13min do segundo tempo

Notícias relacionadas