'Imbatível' com Torres, Paysandu vence o Fortaleza - WSCOM

menu

Mais Esporte

16/10/2005


'Imbatível' com Torres, Paysandu vence

A chegada de Carlos Alberto Torres mudou a sorte do Paysandu. Sob o comando do novo treinador, o time paraense chegou a sua segunda vitória consecutiva ao bater o Fortaleza de virada por 2 a 1, neste sábado, no estádio Castelão, no Ceará, e ficou mais perto de deixar a zona do rebaixamento.

“Todos os times que treino têm uma característica: não temer os adversários. Procuro jogar sempre ofensivamente”, disse Torres durante a semana, já alertando sobre a mudança de postura da equipe mesmo atuando fora de casa.

Mas o Paysandu só passou a pressionar o Fortaleza após a expulsão do lateral-direito tricolor Amaral, no final do segundo tempo. Com um homem a mais, Torres fez alterações ousadas, colocou o time à frente e obteve a virada.

Quem também brilhou na tarde deste sábado foi o atacante Róbson. Ele voltou a marcar e empatou com Alex Dias, do Vasco, na artilharia do Brasileiro, com 19 gols. O outro tento do Paysandu foi feito por Balão, enquanto Rinaldo fez o do Fortaleza.

Apesar da vitória, o Paysandu permanece na penúltima colocação do Brasileiro, com 32 pontos. Porém, ficou a apenas dois pontos do Flamengo, 17º colocado e duas posições acima da zona do rebaixamento.

Já o Fortaleza segue em queda na competição. O tricolor cearense chega agora a seis partidas sem vencer. A última vez que obteve um triunfo foi no dia 18 de setembro, quando bateu o Brasiliense por 2 a 0. Depois disso, foram quatro derrotas (Internacional, Atlético-PR, Corinthians e Paysandu) e dois empates.

“Sabemos que o momento é difícil, mas não podemos nos desesperar. Tenho certeza que voltaremos a vencer na próxima rodada”, disse o volante Erandir.

O resultado manteve o tricolor cearense na 10ª colocação, com 41 pontos. A equipe pode perder algumas posições até o término da rodada, neste domingo.

Na próxima rodada, o Fortaleza recebe o Palmeiras, sábado, às 16h, no estádio Castelão. No mesmo dia, mas às 20h30, o Paysandu enfrenta o Cruzeiro no Mineirão, em Belo Horizonte.

O jogo

Jogando em casa e pressionado pela seqüência de maus resultados, o Fortaleza começou o primeiro tempo tomando a iniciativa da partida. Porém, a equipe não conseguiu furar a defesa do Paysandu que, no contra-ataque, levou mais perigo que o adversário.

Passada a pressão inicial, o jogo ficou equilibrado, com as duas equipes abusando das faltas e errando muitos passes. Em uma das poucas oportunidades de gol, aos 21min, Róbson se antecipou ao goleiro Bosco e cabeceou por cima da trave.

A partida só melhorou nos cinco minutos finais da primeira etapa. Aos 42min, Amaral cruzou da direita, Lúcio se antecipou à defesa e cabeceou forte, exigindo Alexandre Fávaro a fazer grande defesa. Logo após esse lance, o lateral-direito foi expulso e deixou o Fortaleza com um jogador a menos.

Mesmo assim, o tricolor quase abriu o placar aos 45min. Erandir fez boa jogada individual, passou por dois adversários e chutou forte. A bola desviou na defesa do Paysandu e saiu pela linha de fundo, passando perto da trave esquerda de Fávaro.

Com um a mais, o Paysandu partiu para a pressão no segundo tempo. Logo a 1min, Rafael Moura se antecipou à zaga e cabeceou rente à trave esquerda. Mas, quando parecia que os paraenses abririam o placar, quem marcou primeiro foi o Fortaleza. Aos 8min, Rinaldo recebeu livre na entrada da área e chutou rasteiro no canto esquerdo.

Atrás no marcador, o técnico Carlos Alberto Torres colocou o time ainda mais à frente, colocando mais atacantes na equipe. A partir de então, os paraenses passaram a atuar no campo do adversário, que não conseguiu resistir por muito tempo.

Aos 33min, Róbson recebeu belo lançamento, ficou cara-a-cara com Bosco e só teve o trabalho de empurrar para as redes. Sete minutos depois, após cruzamento da esquerda, Balão cabeceou bem e virou a partida.

FORTALEZA

Bosco; Amaral, Alan, Ronaldo Angelim e Marquinhos (Cloadoaldo); Marcelo Lopes, Erandir, Igor (Hernani) e Lucio; Fumagalli (Mazinho Lima) e Rinaldo

Técnico: Hélio dos Anjos

PAYSANDU

Alexandre Fávaro; Marquinhos (Balão), Luís Henrique e Váldson; Marco Aurélio, Vânderson (Rodrigo), Marabá, Gian e Leandro Eugênio (Luís Augusto); Robson e Rafael Moura

Técnico: Carlos Alberto Torres

Local: estádio Castelão, em Fortaleza (CE)

Árbitro: Silvia Regina de Oliveira (FIFA-SP)

Auxiliares: Milton Otaviano dos Santos (FIFA-RN) e Maria Eliza Correia Barbosa (SP)

Cartões Amarelos: Váldson (P), Robson (P), Hernani (F), Erandir (F), Marco Aurélio (P), Rafael Moura (P)

Cartão Vermelho: Amaral (F)

Gols: Rinaldo, aos 8min, Róbson, aos 33min, e Balão, aos 40min do segundo tempo

Notícias relacionadas