Hostilidade da torcida alvinegra assusta Caio Jr. - WSCOM

menu

Futebol

14/04/2011


Hostilidade da torcida assusta

Botafogo

Foto: autor desconhecido.

Caio Júnior se impressionou com o que viu. Não o fato de o Botafogo ter sofrido dois gols antes dos 20 minutos iniciais no empate por 2 a 2 com o Avaí, no Engenhão, mas sim com a impaciência da torcida alvinegra.

Logo depois do primeiro tento sofrido, as primeiras vaias surgiram no estádio. Algo que se transformou em revolta com o segundo gol catarinense e durou quase todo o jogo, mesmo com os cariocas reagindo.

A atitude da torcida alvinegra chamou a atenção do treinador, que chegou na semana passada a General Severiano. Esse foi o terceiro jogo do Botafogo sob o comando de Caio Júnior.

– Vou precisar trabalhar o lado psicológico do elenco. Nosso torcedor não tem paciência. Isso é impossível. Vaiar em 2min de jogo não dá. Imagina em seu trabalho você ser vaiado em 2min? Temos de trabalhar isso.

A fúria da torcida não foi inédita no ano. Muito pelo contrário. O antecessor do treinador alvinegro, Joel Santana, deixou o clube por se sentir perseguido pela torcida, que o hostilizou bastante na temporada.

Para piorar, o Botafogo, ameaçado de não avançar às semifinais da Taça Rio, corre sérios riscos na Copa do Brasil. Com o 2 a 2 em casa diante do Avaí, precisará vencer em Florianópolis, na próxima semana, para chegar às quartas de final.

O time até pode empatar, mas precisará ser a partir de 3 a 3, já que sofreu dois gols no Rio de Janeiro. Novo resultado por 2 a 2 forçará a decisão por pênaltis. Para evitar a eliminação, Caio Júnior quer corrigir os erros defensivos.

– Sofremos o primeiro gol em uma infelicidade na saída de bola. Precisamos de equilíbrio defensivo, não podemos deixar no mano a mano os nossos zagueiros com os atacantes adversários.

Pelo Carioca, o Alvinegro volta a campo neste domingo (17), às 16h, diante do América. Para se classificar no Grupo B, precisará vencer e torcer para que Olaria ou Fluminense percam seus jogos.

Notícias relacionadas