Trauma de João Pessoa atende mais de 8 mil pacientes vítimas de trânsito - WSCOM

menu

Saúde

16/11/2018


Trauma de João Pessoa atende mais de 8 mil pacientes vítimas de trânsito

Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena

Por dia, dão entrada no Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, cerca de 30 pacientes vítimas de acidentes de trânsitos, o que representa mais de um paciente por hora, e boa parte fica com sequelas após o acidente. No próximo domingo (18) é realizado o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Trânsito, data lembrada em todo o mundo, no terceiro domingo de novembro.

Para Lydhia Almeida, que perdeu o irmão em um acidente de automóvel, a dor é muito grande. “É uma dor inexplicável, meu irmão estava voltando do trabalho com um amigo quando sobrou numa curva, provavelmente por estar cansado. Devido à gravidade do acidente, ele ainda foi socorrido para o Hospital de Trauma, mas, por causa do traumatismo craniano e das múltiplas fraturas não resistiu. O apelo que faço para os cidadãos é que prestem muita atenção no trânsito, é uma arma, dirija com prudência”, ressaltou.

De acordo com o setor de estatística da unidade de saúde de janeiro a outubro deram entrada no hospital 8.486 pacientes envolvidos em acidentes de trânsitos, são eles: moto (6.361), carro (759), atropelamento (864), acidente de bicicleta (481) e ônibus (21).  Desses pacientes 88 foram a óbito.

Ainda segundo a estatística, mais de 60% dos acidentados são adultos (de 18 a 60 anos) e do sexo masculino. A diretora geral da instituição, Sabrina Bernardes, alerta para os números que crescem a cada ano. “Os acidentados no trânsito apresentam um grande impacto na saúde pública, pois em sua maioria são pacientes com vários traumas, com recuperação lenta e com alto custo no tratamento que passam por múltiplos procedimento. Por isso, realizamos na unidade de saúde campanhas internas para sensibilizar as vítimas que usam a instituição e são observados vários pacientes com reincidência de internação, principalmente de motocicleta”, frisou.

Os números também revelaram que no mês de setembro foi quando ocorreram mais acidentes, em um total de 983.  Para Sabrina Bernardes, é importante ressaltar que o trânsito é um problema de saúde pública ocupando nesta unidade inúmeros leitos, e leva sequelas muitas vezes permanentes, com altos índices de perda de capacidade laboral e até se aposentar por invalidez.