Homem suspeito de chefiar facção criminosa no Rio é preso, em João Pessoa - WSCOM

menu

Policial

23/02/2019


Homem suspeito de chefiar facção criminosa no Rio é preso, em João Pessoa

Ele é classificado pela polícia como um homem violento e que integra o "primeiro escalão" do Comando Vermelho.

Imagem reprodução do acusado preso, na Capital

Um suspeito acusado de chefiar uma organização criminosa na cidade do Rio de Janeiro foi preso, na noite desta sexta-feira (22), em um apartamento de luxo, no bairro de Tambaú, em João Pessoa. 

 

Luiz Cláudio Sant’anna, mais conhecido como Lico, apesar de estar vivendo na Paraíba, segundo a polícia, continuava como dono de um dos pontos de venda mais rentáveis de Niterói, no Rio de Janeiro. O preso é classificado pela polícia como um homem violento e que integra o “primeiro escalão” do Comando Vermelho. A facção se dedica ao comércio ilegal de armas e drogas na região mais violenta de Niterói, no Complexo de favelas do Viradouro.

 

Em sua ficha criminal constam 42 anotações criminais, sendo acusado de homicídio, lesão corporal, furto, roubo e tráfico a mão armada, extorsão mediante sequestro, receptação, estupro, posse ilegal de arma e tráfico de drogas. Os delitos teriam sido praticados mais de uma vez.

 

Lico foi preso por policiais civis da 77ª DP (Icaraí), delegacia da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, e também por agentes da Polícia Civil da Paraíba.

 

Em João Pessoa, Lico se dedicava à pintura de óleos sobre tela e teria inclusive participado de exposições do seu trabalho em feiras e mostras locais. Para não ser reconhecido, ele utilizava um pseudônimo e assinava suas peças como Luiz Águia.