Haddad: Bolsonaro não poderá se esconder no 2º turno - WSCOM

menu

Política

06/10/2018


Haddad: Bolsonaro não poderá se esconder no 2º turno

Foto: autor desconhecido.

O candidato Fernando Haddad, do PT, concedeu entrevista ao jornal O Tempo, em que disse que o plano econômico do extremista Jair Bolsonaro é ainda pior do que o de Michel Temer. Na mesma entrevista, ele também criticou a avalanche de fake news que tem sido distribuída pela campanha fascista. “Ele, até hoje, não disse nada. A não ser cortar o décimo terceiro, cobrar imposto de renda dos pobres, cortar o Bolsa Família, reintroduzir a CPMF. Ele não diz mais nada, ele vai ter que dizer o que quer. Agora tem um problema, que são as mentiras que ele está distribuindo na internet. Ela está acusando a Manuela D’Ávila de ser contra Jesus Cristo. Imagina, uma pessoa que frequenta a igreja. Está me acusando de distribuir material impróprio nas escolas públicas, como se as professoras, não fossem elas próprias as guardiãs das nossas crianças. Como se fosse possível fazer o que ele me acusa de ter feito. Então é uma pessoa totalmente irresponsável, mas que se Deus quiser vai ter que vir pro debate. Ele não vai poder se esconder atrás de atestado médico”, disse o candidato.

Haddad também sugeriu um amplo pacto pela democracia. “O Bolsonaro não é um democrata. Ele já disse que não aceitará o resultado eleitoral se perder. Ele faz ameaças de guerra em relação a alguns vizinhos nossos, já disse que vai armar a população por que não tem como contratar policial por conta do congelamento de gastos. É uma série de questões que fazem muita gente temer o que está por vir. Então a nossa proposta é uma proposta pela democracia. Para fortalecer a democracia. Nós temos que ampliar o debate com a sociedade. Tem que envolver a sociedade. Então a minha primeira preocupação é sinalizar à sociedade um amplo acordo pra fortalecer as instituições democráticas e gerar postos de trabalho, gerar emprego. O quê o povo quer? Carteira de trabalho assinada em uma mão e um livro na outra. É o que eu digo, trabalho e educação resolve qualquer crise”, afirmou Haddad.

Alerta de Lula

O candidato também expressou a preocupação do ex-presidente Lula em relação à ascensão do fascismo no Brasil. “Lula tem certeza que foi um erro o golpe e que o governo Temer trouxe para o Brasil muito sofrimento. Agora, ele está preocupado porque ele sabe que Bolsonaro é ainda pior. Quem acha que com Temer está ruim, precisa saber o que é o programa do Bolsonaro, que é vender o país, vender as riquezas, de cortar direitos, é um problema que nós estamos passando. Agora, nós podemos rever tudo isso e botar ordem no país no dia 7 de outubro, retomando um projeto que estava dando certo. Então fica o alerta do presidente Lula ao ouvinte, se com Temer está ruim, infelizmente, com Bolsonaro pode ficar muito pior, mas nós vamos brigar muito pelo Brasil, nós não vamos desistir desse país não.”

Brasil 247