Gusttavo Lima nega críticas a Wesley Safadão e o elogia: 'É um superpai' - WSCOM

menu

Entretenimento

29/08/2018


Gusttavo Lima nega críticas a Wesley Safadão e o elogia: ‘É um superpai’

Foto: autor desconhecido.

Gusttavo Lima negou que tenha alfinetado Wesley Safadão durante um show realizado no início de agosto, quando desabafou no palco depois que a plateia gritou “Vai, Safadão, paga essa pensão“. “Tem uns homens no Brasil que não querem pagar pensão, não. Mas o bom é que se contornaram e deu tudo certo. Porque a criança não pode sofrer com isso, não. A criança não pode sofrer com a hipocrisia do pai e da mãe não. Criança não tem nada a ver com isso, não. Ninguém pediu para vir ao mundo, veio ao mundo tem que assumir e tem que ter responsabilidade”, disse na ocasião.

Em entrevista ao “Fofocalizando”, do SBT, o marido de Andressa Suita, com quem tem Samuel e Gabriel, desmentiu as críticas: “É um superpai, nunca deixou de cuidar dos filhos, eu não tenho nada a ver com essa história. É um amigo, parceiro, foi um mal entendido”.

Forrozeiro define valor da pensão do filho

Em julho, Wesley oficializou o valor que pagava informalmente a Mileide Mihaile para o filho do casal, Yhudy, de 7 anos, após entrar com o pedido de revisão de pensão. “Na manhã dessa sexta-feira, 27, aconteceu na 12ª Vara de Família, na capital do Ceará a audiência da revisão na forma de pagamento da pensão. Ficou acordado que o valor já pago mensalmente desde 2015, de forma não regulamentada, a partir desta data foi oficializado e homologado pela juíza em prol do filho. Em respeito ao ilustre promotor da Vara e a meritíssima juíza , Wesley Oliveira se resguarda a não divulgar os termos acordados no processo que antes corria em segredo de justiça e que agora segue em sigilo. A conciliação foi feita pensando a todo momento no bem-estar de Yhudy”, falou o músico em comunicado.

Cantor está satisfeito com decisão da Justiça

Na rede social, Safadão também esclareceu que nunca houve a intenção de reduzir o valor pago ao primogênito: “Graças a Deus conseguimos chegar em um acordo e, quando a gente fala de acordo, é que fica bom para os dois lados. Já que está tudo resolvido, mesmo respeitando o segredo de Justiça, eu preciso afirmar mais uma vez que eu nunca deixei faltar nada para o meu filho, sempre dei um valor a mais do que era o acertado da época. Sempre foi uma média de 35 a 40 mil reais por 15 dias que ele fica com a mãe. Fizemos um acordo e o que me deixou muito feliz é porque vou ter mais flexibilidade agora, que isso para mim era o mais importante. Vou poder sair, vou poder trabalhar em paz e voltar para casa com a certeza de poder estar com meu filho, poder conviver com ele, ter esses momentos que, para mim, não tem preço”.

MSN

Notícias relacionadas