Grupo palestino faz exigências sobre soldado de Israel sequestrado no domingo - WSCOM

menu

Internacional

26/06/2006


Grupo palestino faz exigências sobre

Milícias palestinas divulgaram um comunicado exigindo a libertação de mulheres e crianças das prisões israelenses antes de fornecer qualquer informação sobre o soldado israelense seqüestrado no domingo.

Esse foi o primeiro comunicado desde o desaparecimento de Gilad Shalit na manhã do último domingo e não há confirmação de que o grupo esteja mesmo com o soldado.

O comunicado é assinado por três grupos, com um deles sendo a Brigada dos Mártires de Qassam, braço armado do Hamas.

O governo de Israel prometeu assegurar a libertação do soldado israelense desaparecido desde que militantes palestinos atacaram um posto militar perto da Faixa de Gaza, no domingo.

Shalit, de 19 anos, teria sido capturado no ataque, em que outros dois soldados foram mortos.

O ministro da Defesa israelense, Amir Peretz, disse que o país vai promover uma “resposta dolorosa”, mas deu a entender que qualquer ação militar deverá ser adiada para permitir a volta de Shalit.

O grupo Hamas, que governa a Autoridade Palestina, disse não ter informações sobre o soldado.

Notícias relacionadas