Greve do INSS já deixou 20 mil segurados sem atendimento em João Pessoa - WSCOM

menu

Economia & Negócios

10/08/2005


Greve do INSS já deixou

A Gerente Executiva do INSS em João Pessoa Socorro Brito afirmou ao WSCOM Online que, por mês, cerca de dez mil segurados estão sem atendimento. Como a greve dos previdenciários já dura 64 dias no Estado, mais de 20 mil benefícios deixaram de ser revisados no período.

Além dos benefícios que são analisados, o Instituto ainda tem outros serviços comprometidos com a paralisação dos funcionários. Segundo Socorro Brito, com o fim da greve, o órgão vai ter que realizar uma programação especial para atender a demanda.

A Gerente do INSS esclareceu ainda que os direitos dos segurados, mesmo com a Iinstituição em greve, estão garantidos. “Tanto do ponto de vista dos prazos como do direito e do mérito da questão”. Socorro Brito disse ainda que os prazos estipulados no calendário de atendimento terão que ser obedecidos. “O segurado não poderá ser penalizado”, garantiu.

No tocante a determinação da Justiça Federal, que ontem estabeleceu o prazo de 10 dias para que o Instituto volte a atender o público, a dirigente do INSS adiantou que tem mantido um bom diálogo com o sindicato dos previdenciários e que na próxima sexta-feira será realizada uma assembléia geral e será decidido sobre a greve.

Até o momento não ocorreu corte no ponto dos grevistas do INSS. A decisão do Ministério da Previdência esse mês é que haja o desconto do período paralisado. “Vamos ter que cumprir essa determinação”, finalizou.

Notícias relacionadas