Grêmio domina e garante vaga nos grupos da Libertadores; Corinthians, apático, ainda vai à Sul-Americana - WSCOM

menu

Futebol

03/12/2018


Grêmio domina e garante vaga nos grupos da Libertadores; Corinthians, apático, ainda vai à Sul-Americana

Foto: autor desconhecido.

Fácil, muito fácil. O 1 a 0 ficou barato para o Corinthians, que foi completamente dominado pelo Grêmiona Arena, em Porto Alegre, aos olhos de 41.330 pessoas presentes.

O Grêmio entrou em campo dependendo apenas de si para garantir sua vaga na fase de grupos da Copa Libertadores 2019, e assim o fez. O gol já se mostrava questão de tempo desde o apito inicial, e aos 11 minutos saiu. A partir de então, a pressão só aumentou, e apenas por acaso a vantagem não cresceu. O tricolor fecha a campanha no Campeonato Brasileiro em 4º lugar.

O Corinthians, já sem chances de ser rebaixado, ainda visava uma vaga na Copa Sul-Americana – e conseguiu. Apesar da derrota, o time paulista terminou o campeonato em 13º. A partida provavelmente foi a última de Jair Ventura no comando do clube.

O JOGO
O Grêmio mostrou desde o primeiro minuto que não queria perder sua vaga nos grupos da Libertadores.

Aos 11 minutos, uma linda trama pela direita abriu caminho para o gol de Jael. Maicon acionou Ramiro, que tocou de primeira para Alisson. De cabeça, Alisson passou para Maicon, que agora apareceu rente à linda de fundo, na entrada da pequena área. O volante bateu para o meio da área, a bola desviou em Henrique e, Jael, de cabeça, completou para o fundo das redes.

O camisa 9 do tricolor renovou seu contrato por mais dois anos durante essa semana, tendo vínculo com o clube até dezembro de 2020.

Aos 13, Romero tomou cartão amarelo por carrinho em Alisson, e então começou o bombardeio.

Aos 14, Everton tabelou com Jael pela esquerda e, na grande área, deixou Léo Santos no chão com corte para o meio. Seu chute explodiu na trave direita de Cássio, e no rebote Jael quase dominou.

Dois minutos depois, Everton voltou a fazer um salseiro na zaga corintiana. Na grande área, passou pelo meio de Fagner e Gabriel em lindo drible para o meio, e logo em seguida cortou Léo Santos para o fundo, deixando o zagueiro na saudade. Muito perto do gol, chutou, mas a bola desviou em Henrique a saiu pela linha de fundo.

O Corinthians era nulo em campo. O resumo do time no primeiro tempo foi um passe de Carlos Augusto, aos 21 minutos, livre, para Jair Ventura, no banco de reservas.

Aos 27, quem tomou cartão amarelo foi Henrique. O motivo é melhor deixar para o Twitter do Grêmio explicar.

Aos 30, Jael foi punido. Thiaguinho e o atacante gremista trocaram tapas durante metros. O último, após o apito de Ricardo Marques Ribeiro, foi do camisa 9, que sofreu as consequências.

Logo em seguida, Bruno Cortez apareceu pela esquerda e cruzou para Alisson; a finalização passou raspando e quase foi o segundo.

Aos 39, Clayson substituiu Mateus Vital, que sentiu o ombro esquerdo. O atleta caiu duas vezes em cima do ombro, aos 16 e aos 35 minutos.

Já tranquilo com o resultado, o Grêmio voltou para o segundo tempo sem pressionar tanto como na etapa inicial. Aos 6 minutos, o Corinthians teve sua primeira chance, com Romero chutando pela esquerda e Paulo Victor espalmando.

Aos 15, uma pequena confusão de Ricardo Marques Ribeiro. Everton puxou contra-ataque e foi puxado por Léo Santos para que não conseguisse seguir na jogada; Fagner acompanhava. O árbitro levantou o cartão amarelo para Henrique e, consequentemente, o vermelho. Em poucos segundos ele corrigiu a marcação e amarelou quem realmente havia cometido a falta.

Nos próximos minutos, ambas equipes mudaram. Gabriel saiu para a entrada de Douglas no Corinthians. No Grêmio, Léo Moura, aplaudido de pé, foi substituído por Matheus Henrique. Carlos Augusto, no meio tempo, tomou cartão amarelo por falta em Alisson.

Com 24 minutos corridos no último período do Brasileirão 2019, a torcida do Grêmio voltou a comemorar. Gol em Chapecó, Leandro Pereira. Com a Chapecoense vencendo o São Paulo por 1 a 0, a vaga na Libertadores se mostrava mais próxima.

Os torcedores do Corinthians ficaram felizes aos 27, quando Danilo, pela última vez, entrou em campo com o uniforme. Ele substituiu Pedrinho para se despedir dos gramados.

Aos 37, Jael saiu para a entrada de André, que encarava seu ex-clube.

Nos últimos minutos, o Corinthians ensaiou uma pressão para empatar, mas não teve forças para tal.

 

Por ESPN