Novo Edital do "Mais Médicos" dispõe de 128 vagas para a Paraíba; confira os municípios contemplados - WSCOM

menu

Saúde

20/11/2018


Novo Edital do “Mais Médicos” dispõe de 128 vagas para a Paraíba; confira os municípios contemplados

Foto: autor desconhecido.

O novo edital do programa “Mais Médicos”, assinado pelo ministro Gilberto Occhi, foi publicado na edição desta terça-feira (20) do Diário Oficial da União. De acordo com a publicação, serão ofertadas 8.517 vagas para atuação em 2.824 municípios e 34 áreas indígenas, antes ocupadas por médicos cubanos, que deixaram o país na sexta-feira (16).

 

Para a Paraíba, o Ministério da Saúde contemplou no edital 128 vagas a serem distribuídas em mais de 70 municípios, incluindo distritos sanitários. São eles:


ÁGUA BRANCA, AGUIAR, ALAGOINHA, AMPARO, ARARUNA, AREIA, ASSUNÇÃO, BARAÚNA, BELÉM, BERNARDINO BATISTA, BOA VENTURA, BOQUEIRÃO, IGARACY, CAAPORÃ, CABEDELO, CACIMBA DE DENTRO, CAJAZEIRAS, CAJAZEIRINHAS, CALDAS BRANDÃO, CARAÚBAS, CARRAPATEIRA, CATURITÉ, CONGO, CUITÉ, DAMIÃO, DESTERRO, FREI MARTINHO, GADO BRAVO, GUARABIRA, GURJÃO, ITAPOROROCA, JUAZEIRINHO, JUNCO DO SERIDÓ, JURU, LAGOA, MANAÍRA, MOGEIRO, MONTEIRO, MULUNGU, NOVA OLINDA, OLHO D’ÁGUA, PATOS, PEDRA LAVRADA, PIANCÓ, PICUÍ, PILAR, PIRPIRITUBA, POÇO DANTAS, POMBAL, PRINCESA ISABEL, PUXINANÃ, REMÍGIO, RIACHÃO, SALGADO DE SÃO FÉLIX, SANTA CECÍLIA, SANTANA DE MANGUEIRA, SANTANA DOS GARROTES, JOCA CLAUDINO, SANTA RITA, SÃO BENTO, SÃO BENTINHO, SÃO JOSÉ DE PIRANHAS, SÃO JOSÉ DE PRINCESA, SÃO JOSÉ DO SABUGI, SÃO SEBASTIÃO DO UMBUZEIRO, SÃO VICENTE DO SERIDÓ, SERRA GRANDE, SOLÂNEA, SOSSEGO, SOUSA, SUMÉ, TAPEROÁ, TEIXEIRA, TRIUNFO E UMBUZEIRO.


Inicialmente, estão abertas vagas para os médicos brasileiros com inscrição no Conselho Regional de Medicina (CRM) ou com diploma revalidado no país. As inscrições estarão abertas a partir das 8h de 21 de novembro até as 23h59 de 25 de novembro, e deverão ser feitas pelo www.maismedicos.gov.br.

 

Para atuar no “Mais Médicos”, os profissionais sem CRM não precisarão fazer o Revalida. Eles poderão fazer o Revalida caso queiram exercer atividade também fora do programa.


Os profissionais selecionados receberão salário de R$ 11.865,60 por 36 meses, com possibilidade de prorrogação. As atividades dos médicos incluem oito horas acadêmicas teóricas e 32 em unidades básicas de saúde.


Como há vagas em áreas distantes, será repassada ajuda de custo para o médico que solicitar. Além do requerimento, o profissional deverá anexar comprovantes de residência no local.


A previsão é de que um grupo comece a trabalhar no próximo dia 3 de dezembro. Ontem (19) o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, disse que a preocupação é garantir a chegada imediata dos profissionais nos locais em que haverá vagas.


Por Redação
Portal WSCOM