'Golpe tirou os monstros do armário e jogou economia no buraco', afirma ex-presidente Dilma nas redes sociais - WSCOM

menu

Política

12/05/2019


‘Golpe tirou os monstros do armário e jogou economia no buraco’, afirma ex-presidente Dilma nas redes sociais

A petista reverberou os 3 anos do "golpe" nas suas redes sociais.

Na imagem, a ex-presidente Dilma Rousseff

No dia 12 de maio de 2016 mais um capítulo na história do Brasil foi escrito com o impeachment e afastamento da ex-presidente da República, Dilma Rousseff (PT), eleita com 54 milhões de votos.  Três anos após o ocorrido, a petista reverberou a data nas suas redes sociais.

 

“Hoje o Golpe de 2016, com o impeachment fraudulento que me arrancou da Presidência da República, completa três anos. Nessa data, os golpistas assumiam o poder”, escreveu Dilma.

 

Ainda de acordo com a petista, uma “caixa” foi aberta e “máscaras no poder caíram”, culminando na prisão do também ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

 

“A abertura da caixa de Pandora tirou os monstros do armário, jogou economia no buraco, destruiu políticas sociais e inviabilizou o que construímos desde o fim da ditadura. E deu no que deu: ascensão da extrema direita, prisão de Lula e Estado de Exceção”, acrescentou a ex-presidente.

 

 

Sobre o impeachment

Em processo de crime de responsabilidade, o Senado Federal aprovou o afastamento da ex-presidente e trouxe a ascensão do seu vice, Michel Temer. O processo iniciou-se com a aceitação, em 2 de dezembro de 2015, pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, de uma denúncia por crime de responsabilidade oferecida pelo procurador de justiça aposentado Hélio Bicudo e pelos advogados Miguel Reale Júnior e Janaina Paschoal, resultando na cassação do mandato de Dilma. Assim, a ex-presidente tornou-se a segunda pessoa a exercer o cargo de Presidente da República a sofrer impeachment no Brasil, sendo Fernando Collor o primeiro em 1992.