Goiás mantém ascensão e sobe para terceiro - WSCOM

menu

Mais Esporte

12/08/2005


Goiás mantém ascensão e sobe

O Juventude não foi páreo à ascensão do Goiás. Embalada graças à chegada de Geninho, a equipe goiana manteve seu bom momento, superou os gaúchos por 1 a 0 e entrou na zona de classificação à Copa Libertadores. O jogo foi realizado na noite desta quinta-feira no estádio Serra Dourada, em Goiânia, na conclusão da 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Depois de bater o São Paulo em pleno Morumbi, o Goiás obteve o segundo triunfo consecutivo e confirma a fase positiva. Desde a contratação Geninho, há sete rodadas, o time conquistou cinco vitórias, um empate e perdeu apenas uma vez.

Somando agora 33 pontos, dois a menos que o líder Corinthians, o Goiás já aparece em terceiro lugar, bastante beneficiado pelos resultados da rodada. O clube supera Cruzeiro, Ponte Preta e Paraná nos critérios de desempate.

Mas se a mudança de técnico surtiu efeito imediato na equipe do Centro-Oeste, o mesmo não aconteceu com os gaúchos. Há três jogos sob o comando de Sebastião Lazaroni, o Juventude ainda não voltou a sentir o gosto da vitória no Nacional.

O ex-técnico da seleção brasileira conseguiu apenas um ponto pelo clube de Caxias, acumulando duas derrotas (a outra foi diante do Palmeiras) e um empate com o São Caetano. Assim, permanece na faixa intermediária da tabela com 26 pontos, precisando de um bom resultado para se manter a uma distância segura da zona de rebaixamento.

No reencontro de Túlio com o Goiás, clube que o revelou para o futebol nacional, brilhou a estrela de outro jogador nesta quinta-feira. Sem marcar um gol há nove partidas, Rodrigo Tabata encerrou seu jejum fazendo belo gol de falta, seu quinto no campeonato.

Ele não anotava desde o dia 26 de junho, quando marcou dois na vitória por 2 a 1 sobre o Coritiba. “Estava trabalhando bastante para isso. Mantive a humildade e sabia que o gol sairia na hora certa. Já vínhamos de resultados importantes, mas marcar gol sempre é bom”, comemorou Tabata.

As duas equipes voltam a campo neste domingo, ambas atuando diante de seus torcedores. O Goiás joga novamente no Serra Dourada, onde recebe o Flamengo, às 16h. Mais tarde, às 18h10, o Juventude enfrenta o Fluminense no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

O jogo

A partida começou com as duas equipes mostrando ímpeto ofensivo. Mesmo atuando fora de casa, o Juventude não ficou encolhido em seu campo e tentou assustar os anfitriões nos primeiros minutos. A primeira chance aconteceu em chute de fora da área do lateral-esquerdo Jaílson.

O troco do Goiás foi dado logo em seguida, aos 9min. Luciano Almeida recebeu na grande área e chutou com força, cruzado. Atento, quase sobre a linha do gol, o zagueiro Daniel tirou a bola de qualquer maneira, impedindo que Roni completasse a jogada.

O atacante da equipe goiana voltou a dar dor de cabeça aos gaúchos aos 24min. Após rápida troca de passes pelo lado esquerdo, Souza tocou para Roni na direita, mas ele chutou prensado pela marcação, perdendo boa oportunidade.

O mesmo Roni chegou ainda mais perto de inaugurar o marcador aos 28min. Novamente pela direita, ele finalizou cruzado e rasteiro, mas errou o alvo. A bola saiu à direita de Doni, passando rente à trave.

De tanto pressionar, o Goiás conseguiu sair em vantagem aos 37min. Rodrigo Tabata bateu falta com categoria da entrada da área e acertou o canto superior esquerdo de Doni, que nem tocou a bola antes dela estufar as redes.

Após o intervalo, os anfitriões partiram com tudo para cima tentando definir o jogo. Aos 9min, Luciano Almeida acertou duas vezes a trave do Juventude. Na segunda, Souza ainda pegou o rebote e rolou para Rodrigo Tabata, que chutou sobre Doni, ainda caído.

No minuto seguinte, foi a vez de Roni carimbar o poste dos gaúchos. Ele recebeu passe longo na direita, driblou Doni e bateu desequilibrado. Jaílson também chegou perto em cobrança de falta que assustou o goleiro dos visitantes.

Em desvantagem, o Juventude teve cerca de cinco minutos de lucidez ofensiva, aproveitando o relaxamento do Goiás. No entanto, logo os anfitriões voltaram a dominar o jogo e a valorizar mais a posse de bola para saírem vitoriosos.

GOIÁS

Harlei; Aldo, Julio Santos e André Leone; Paulo Baier, Cléber Gaúcho, Danilo Portugal, Rodrigo Tabata e Luciano Almeida; Souza (Fábio) e Roni

Técnico: Geninho

JUVENTUDE

Doni; Éderson, Marcão e Daniel; Juliano (Valentim), Bruno Lança (Magal), Jardel, Caíco e Jaílson; Túlio e Enílton (Diego Campos)

Técnico: Sebastião Lazaroni

Local: estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)

Árbitro: Wagner Tardelli (Fifa-RJ)

Auxiliares: José Claudio Paranhos e Marcos Tadeu Nunes (RJ)

Público: 6.209 pagantes

Cartões amarelos: Julio Santos (GO), Éderson (JU), Magal (JU) e Aldo (GO)

Gol: Rodrigo Tabata, aos 37min do primeiro tempo

Notícias relacionadas