Ganso veste a camisa 10 do Fluminense e fala de dificuldades na Europa - WSCOM

menu

Esporte

05/02/2019


Ganso veste a camisa 10 do Fluminense e fala de dificuldades na Europa

Foto: André Durão

Depois da euforia do anúncio e da emoção no desembarque, nesta terça-feira foi a vez de Paulo Henrique Ganso ser apresentado oficialmente pelo Fluminense. Em evento realizado no Maracanã, o meia, que rescindiu com o Sevilla-ESP e assinou por cinco anos com o Tricolor, vestiu a camisa 10 tricolor e conversou com a imprensa sobre diversos assuntos, como expectativa por nova fase da carreira, passagem discreta na Europa, seleção brasileira, etc.

Ganso veste a camisa do Fluminens — Foto: André Durão

Ganso veste a camisa do Fluminens — Foto: André Durão

Em mais de uma vez, o jogador usou as palavras ”feliz e leve” para resumir o sentimento em sua chegada ao Tricolor.

– Estou feliz, leve, sem preocupações. Isso é o mais importante. Quando você está feliz fora de campo, as coisas fluem o mais natural possível dentro de campo e acabam dando certo – disse.

Sobre expectativa para estreia, Ganso disse que estaria pronto em cerca de uma semana, bastando apenas iniciar os treinamentos e se entrosar com os companheiros. No entanto, não há data prevista para a primeira partida do jogador. Vale lembrar que ele não pôde ser inscrito no Carioca e na 1ª fase da Sul-Americana:

– Se eu pudesse, já estaria pegando o avião para Teresina (Flu joga nesta terça-feira contra o River-PI, pela Copa do Brasil). Creio que uma semana, dez dias já é suficiente. É mais treinar com o grupo mesmo, se entrosar com os companheiros. Você vai fazendo um treinamento com bola e ganha ritmo e tira de letra isso.

– Estou ansioso demais para ter esse primeiro contato, no Maracanã, jogando, atuando. Espero que seja o mais rápido possível. Feliz e comemorando, de preferência uma bela vitória. Uma pena eu não poder jogar esses grandes jogos (não foi inscrito a tempo no Carioca e na 1ª fase da Sul-Americana). Mas da minha parte tenho que pensar em treinar bastante, estar bem preparado, e isso já estou fazendo. Tem tempo. Já que não poderei jogar nesse começo, o mais breve possível quero estar em campo.

Revelado pelo Santos ao lado de Neymar, Ganso defendeu ainda o São Paulo antes de ir para a Europa, onde vestiu as camisas de Sevilla-ESP e Amiens-FRA. Sua passagem pelo Velho Continente nos últimos dois, no entanto, foi traduzida em pouco mais de 40 jogos.

– Muitas coisas, nem dentro de campo, que influenciaram para que eu jogasse pouco, mas fora de campo. Alguns problemas que não vale a pena citar aqui. Quando joguei, fiz bem o meu papel, com gols e assistências. E do nada acabei ficando de fora. Mas não posso falar isso para vocês abertamente, mas eu sei o que aconteceu. Agora ficou para trás. Agora é desfrutar muito desse momento novo.

Foi Sampaoli, hoje técnico do Santos, que pediu a contratação de Ganso pelo Sevilla, na época. No entanto, o treinador acabou dando pouca oportunidade para o meia. Sampaoli, aliás, também foi assunto na entrevista. Quando um repórter dizia que havia a expectativa de que o argentino testasse Ganso como volante no clube espanhol, como um camisa 5, o jogador interrompeu a pergunta e disse:

– Cinco? O quê? Cuidado com o que você está falando. Cinco – disse o meia.

Na sequência, o repórter prosseguiu e perguntou se a presença de Sampaoli no Santos impediu uma possível negociação com o clube que o revelou. Na resposta, Ganso voltou a alfinetar, e fez alusão à derrota do time comandado pelo seu ex-treinador para o Ituano no último fim de semana.

– De cinco ele não quer nem ouvir (risos). Brincadeiras à parte, tiveram algumas coisas que aconteceram lá fora. Quando uma pessoa pede a sua contratação e não coloca você para jogar, alguma coisa está errada. A pessoa nem falar com você, não conversar, está errado. Mas isso passa, a gente esquece, vida que segue para todo mundo.

Confira outras respostas de Ganso:

AGRADECIMENTO
Primeiro gostaria de destacar a importância de ser sócio. Estou aqui para agradecer a confiança do presidente e dos torcedores do Fluminense. A recepção já foi maravilhosa. As coisas já deram certo. Agora é só expressar tudo dentro de campo, se divertir, e dar muitas alegrias para os torcedores do Fluzão.

ESCOLHA PELO FLUMINENSE
Primeiro passo foi a vontade tanto do Fluminense como a minha de querer jogar pelo clube. O resto sabíamos que iria se ajustar, independentemente de qualquer questão financeira.

IMPORTÂNCIA DE DINIZ 
O Fernando Diniz tem parte importante nisso, pois conversamos. Quando você sente que o treinador quer você para ajudar não só a equipe, mas ao clube em um todo, aí não tem como recusar o convite. Conversei com Fernando por telefone. E agora temos tempo para conversar. Mas ele já me falou as coisas que pensava sobre mim e batemos um papo muito bom.

GRANDEZA DO FLUMINENSE
Conheço um pouco do clube pelo que pesquisei, pelo que pessoas falam sobre o clube. É difícil ter a dimensão de onde você está chegando. Mas pela forma da minha chegada, com o torcedor, pela forma que o próprio presidente fez questão que eu viesse para o clube… É difícil dimensionar o tamanho e a grandeza. Temos é desfrutar esses momentos, principalmente o que teve com este garotinho que está aí, que foi me receber no aeroporto, me olhando, me admirando…

Ricardo, de 8 anos, torcedor mirim que viralizou nas redes ao receber Ganso no aeroporto, esteve presente em coletiva — Foto: André Durão / GloboEsporte.com

Ricardo, de 8 anos, torcedor mirim que viralizou nas redes ao receber Ganso no aeroporto, esteve presente em coletiva — Foto: André Durão / GloboEsporte.com

EXEMPLO PARA AS CRIANÇAS
Quando você é uma pessoa pública, você influencia em todos os sentidos, tanto dentro quanto fora de campo. Na minha carreira sempre pude ajudar as pessoas, sendo um exemplo. Isso é importante. Não só para quem acompanha futebol, mas para a criançada do mundo inteiro. Trazer coisas boas, passar bons ensinamentos para eles e para meus filhos.

Ganso pega o pequeno torcedor mirim Ricardo no colo — Foto: André Durão

Ganso pega o pequeno torcedor mirim Ricardo no colo — Foto: André Durão

CARINHO DA TORCIDA
A relação começou antes mesmo do anúncio. Torcedores mandando muitas mensagens de carinho, pedindo para eu vir para o Fluminense. Difícil falar o que senti na chegada, no aeroporto, as crianças me admirando… Só tenho que agradecer a todo esse carinho e desfrutar e ser feliz dentro de campo.

MOTIVAÇÃO 
A motivação, sem dúvida, é gigantesca. Foi algo que nunca havia sentido. Esse momento do torcedor te esperar para te receber. Espero que possamos compartilhar muitos momentos bons como esse, com títulos.

POUCAS CHANCES NA EUROPA
Isso passou. Foram dois anos e meio com poucas partidas. Importante agora é estar de volta. Cinco anos de contrato mostra a confiança do clube não só no meu futebol, mas na minha pessoa também.

APRENDIZADO NA EUROPA
Joguei bastante tempo no Brasil e quando você vai para fora você aprende alguma coisa. E foi o que eu aprendi. Jogar taticamente, cresci bastante lá fora. Talvez não seja nem tanto poder de marcação, mas mais taticamente, saber onde você vai ocupar o espaço que o treinador quer…

SE ARREPENDE DE TER IDO PARA A EUROPA
De maneira nenhuma. Eu precisava sair um pouco do Brasil. Para mim e para minha família foram momentos maravilhosos. Profissionalmente acabou não sendo, mas fora de campo foram momentos muito bons para mim e para minha família. Passamos experiências ótimas. Mas agora estamos de volta, para sermos felizes.

FUTEBOL EUROPEU X FUTEBOL BRASILEIRO
Muita gente vê o futebol europeu… São valorizados alguns jogos, você vê Barcelona, Real Madrid jogando, é bonito. Mas você vê jogos de times considerados menores, o futebol brasileiro não perde nada para esses clubes e para esse tipo de jogo que acontece. Só penso que a gente valorize muito o futebol brasileiro porque precisamos disso para que volte a ser aquele futebol alegre, onde todo mundo quer estar dentro de campo, quer assistir…

GANSO QUE SAIU DA EUROPA X GANSO DO FLU
A idade, né? A gente aprende muita coisa fora. Aprende a ser muito mais profissional nos treinamentos, talvez porque haja menos partidas, e aí se tem mais condicionamento físico para poder treinar com toda a força. Aqui às vezes não dá nem tempo de treinar, porque é jogo atrás de jogo, viagens longas. A gente cresce taticamente, lá fora tem que estar muito bem preparado.

PENSA EM SELEÇÃO?
Sonhar com a seleção brasileira é consequência do que você faz dentro de campo. Tenho que fazer o meu melhor dentro de campo. E o que acontecer depois a gente vê.

FRED VOLTA?

”É difícil! Eu fiz uma brincadeira em um comentário dele em um post meu e aí aproveitei a oportunidade. Mas ele está bem lá no Cruzeiro, deve estar contente lá. Mas tenho 5 anos de contrato. Ainda dá tempo dele voltar. Quem sabe! Ainda mais ele, que é ídolo do clube”

DUPLA COM PEDRO
É um bom menino. Espero que ele volte logo mais forte do que estava, que volte fazendo muito mais gols do que já vinha fazendo, e cada vez melhor. Espero que possa dar muitas assistências, não só para o Pedro, mas todos os atacantes, e que possamos conquistar muitas coisas boas juntos.

NÃO FRUSTRAR TORCEDOR QUANTO ÚLTIMA GRANDE CONTRATAÇÃO DO FLU: RONALDINHO
Uma pena que não tenha jogado aqui no Fluminense tanto quanto ele jogou na vida dele. Quem viu ele jogar sabe que é mágico. Espero fazer meu papel para que todo mundo seja feliz.

POSICIONAMENTO
Conversei com o Fernando, mas é difícil você decifrar um posicionamento, até porque hoje todo mundo do meio para frente está em movimento. Às vezes você vira um centroavante, às vezes você fica aberto pela direita, esquerda, fica centralizado como um 10. Depende da formação que o Fernando vai querer utilizar para cada jogo, e aí vamos nos ajustando.

E JOGAR MAIS RECUADO?
Temos que conversar dentro de campo. Não seria nenhum problema jogar um pouco mais recuado, mas isso depende dos treinamentos.

INFLUÊNCIA DA ESPOSA
Ela sempre me apoia, em todos os momentos. Está assistindo ao vivo: um beijo amor, te amo. Para meus filhos também. Amo vocês também. Ela viu o que seria bom para mim, o que me deixaria mais tranquilo, mais feliz e leve, como hoje estou me sentindo. Quando você está com o coração em paz para decidir o que quer para a vida, isso vai te fazer bem. Por isso que ela foi importante. Ela viu o que eu estava precisando nesse momento.

CONTRATO DE CINCO ANOS
São cinco anos que representam a confiança que o clube demonstra em mim como pessoa e como atleta. Que possamos conquistar muitas coisas boas nesse período.

RECUSOU OUTRAS PROPOSTAS PARA VIR PARA O FLU?
Não. Foi direto com o Fluminense. Sem pensar. Direto.

APRENDEU MÚSICA QUE TORCIDA FEZ (COM PROVOCAÇÃO A ARRASCAETA)?
Já aprendi a música, mas deixa para o torcedor cantar (risos).

Ao fim, o pequeno torcedor Ricardo, de 8 anos, fez uma pergunta ao jogador: “Você acha que seu primeiro gol vai ser de fora da área ou de calcanhar?”
Rapaz… Como que você quer o primeiro gol? Pode ser de fora da área, né? De calcanhar é difícil, hein…

Globo Esporte