Furto dos computadores: testemunham divergem e dificultam elaboração de retrato - WSCOM

menu

Policial

10/08/2005


Furto dos computadores: testemunham dive

O secretário da Segurança e da Defesa Social, Harrison Targino, revelou que o retrato falado da pessoa que teria furtado CPU’s da Secretaria de Planejamento e Gestão ainda não foi divulgado por haver divergência e informações desencontradas das testemunhas.

A Polícia sabe, porém, que a pessoa que transportou os computadores estava bem vestido e apresentava boa aparência.

O secretário antecipou que as investigações podem ser concluídas ainda esta semana e, com isso, o inquérito será remetido a Justiça.

Sem tecer detalhes sobre suspeitos o secretário disse que os delegados Marcelo Bion e Giovane Jacomelli já ouviram cerca de vinte pessoas, inclusive as duas pessoas que ajudaram a conduzir os equipamentos até o táxi onde foram colocados os computadores.

As investigações realizadas pela polícia para desvendar o roubo dos computadores da Secretaria de Planejamento e Gestão se estenderam até outro estado do Nordeste.

O secretário anunciou que a Secretaria da Segurança e da Defesa Social vai proceder a um curso de segurança orgânica com gestores de cada secretaria para poder ampliar a capacidade do estado de prevenir-se contra eventos que possam provocar danos ao patrimônio público.

O roubo dos computadores aconteceu no final do mês passado e estavam no quinto andar do prédio onde funciona a Seplag. Os equipamentos foram transportados no táxi de Antônio José da Silva, que também trabalha como ascensorista. Os computadores foram levados até uma casa na Avenida João Machado de onde foram transportados em outro veículo para local ignorado.

Notícias relacionadas