Funcionários da AL se reúnem com Rômulo para discutir PCCS; paralisação pode ser - WSCOM

menu

Política

08/06/2006


Funcionários da AL se reúnem

Os funcionários da Assembléia Legislativa (AL) fizeram uma mini paralisação em frente ao prédio do Sindicado dos Servidores da AL (Sinpol). Paralelamente, a presidente do sindicato, Lurdinha Dantas, estava reunida com o presidente da AL, deputado Rômulo Gouveia (PSDB). A reunião era discutir um acordo sobre o Plano de Cargos e Carreira e Salários (PCCS) dos servidores.

“Nós estamos mobilizados, esperando a decisão do presidente com relação ao nosso PCCS que hoje deve ter uma decisão final”, afirma.

Várias reuniões já foram feitas entra as partes na busca de um consenso, mas o sindicato resolveu pressionar o presidente porque quer que a votação aconteça antes do dia 20, período quando começa o recesso parlamentar.

“O presidente ainda não definiu o que realmente ele vai propor para o sindicato”, disse a sindicalista.

Entretanto, Lurdinha não vê impasse entre servidores e Assembléia. “Ele não disse se aceita ou não”, informa.

Segundo alguns servidores os aumentos podem chegar a 50%, mas com a retirada das gratificações. O sindicato não revelou o teor exato da proposta apresentada ao presidente.

Para a sindicalista o plano visa beneficiar os servidores, com possibilidades de concurso público e aumento salarial do funcionário com menor ganho na AL

“O percentual de aumento é proporcional de acordo à necessidade de cada categoria”, alega.

O presidente da AL disse que vem garantindo vantagens já desde os primeiros dias como presidente da AL, e citou os planos de saúde, plano de medicamento, fardamento, capacitação, como medidas adotadas por ele. “O servidor tem tudo da nossa parte”, garantiu.

Notícias relacionadas