Fluminense leva gol no fim e só empata com Nacional na Sul-Americana - WSCOM

menu

Futebol

25/10/2018


Fluminense leva gol no fim e só empata com Nacional na Sul-Americana

Foto: autor desconhecido.

Fluminense esteve muito próximo da vitória, mas levou gol no fim e só empatou por 1 a 1 com o Nacional (URU) nesta quarta-feira, no estádio Engenhão. Gum abriu o placar, mas teve que contar com a ajuda do árbitro de vídeo para comemorar. O gol havia sido mal anulado, e o VAR corrigiu o erro. No fim, Zunino aproveitou escanteio e deu números finais ao duelo.

O resultado é bom para o Nacional nesta Copa Sul-Americana. Agora, os uruguaios precisam de uma vitória simples ou até mesmo empatar por 0 a 0 para avançar às semifinais da competição internacional. O Fluminense, por sua vez, terá que que se desdobrar já que só avança em caso de empate com dois ou mais gols ou qualquer triunfo. Se o 1 a 1 se repetir a vaga será definida nos pênaltis. A partida de volta será no dia 31, em Montevidéu.

O Fluminense iniciou o jogo tentando fazer pressão para fazer valer o mando de campo. Os minutos iniciais foram marcados pelo Tricolor com a posse de bola, mas sem conseguir furar a defesa do Nacional.

O Nacional cumpriu muito bem o que foi pedido pelo técnico Medina. Fechado, o time não dava brecha aos donos da casa. Pelo contrário. Enquanto o Flu tentava fazer pressão, os uruguaios roubavam bolas e saíam em rápida transição para o ataque. O gol só não saiu aos 10min porque Ayrton Lucas salvou o time quando a bola já se encaminhava para o gol após vencer o goleiro Julio César em chute de Zunino.

Quando o Nacional era melhor no jogo, o Fluminense abriu o placar de maneira inusitada. Gum aproveitou cruzamento e mandou para o fundo das redes. A arbitragem, no entanto, anulou o gol. Foi nesse momento que o árbitro de vídeo entrou em ação e corrigiu a situação. O zagueiro tricolor estava em posição legal, e o lance foi validado: 1 a 0.

A partida estava pegada com ambos os times acumulando chances de gol. Após Gum balançar a rede, porém, tudo mudou. O Fluminense recuou para aproveitar os contra-ataques. O problema é que o Nacional não se lançou ao ataque e o jogo esfriou. As equipes passaram a se preocupar mais com a defesa e praticamente abdicaram do ataque.

Em um momento de superioridade, o Fluminense quase ampliou. Everaldo deu belo passe para Luciano, que driblou o goleio e empurrou para as redes. Na comemoração, o atacante percebeu que o lance tinha sido anulado por impedimento. Desta vez a arbitragem acertou e o gol foi invalidado.

O fim de jogo foi de pressão do Nacional. os uruguaios cresceram no jogo e chegaram ao empate já no fim da partida. Zunino aproveitou escanteio e, de cabeça, mandou para o fundo das redes: 1 a 1.

FLUMINENSE

Júlio César; Ibañez, Gum (Paulo Ricardo), Digão; Matheus Alessandro (Airton), Richard, Jadson, Sornoza (Danielzinho), Ayrton Lucas; Everaldo, Luciano. T.: Marcelo Oliveira

NACIONAL

Conde; Fucile, García, Rolín, Espino; Zunino, Romero (Barcia), Oliva, Castro, De Pena (Aguiar); Bergessio. T.: Alexander Medina

Estádio: Engenhão, no Rio de Janeiro

Juiz: Patrício Loustau (ARG)

Cartões amarelo: Digão (Fluminense)

Gols: Gum, aos 18min do primeiro tempo (Fluminense); Zunino, aos 42min do segundo tempo (Nacional)

Com informações da Folhapress.

Notícias relacionadas