Flu bate Fortaleza e assume vice-liderança do BR - WSCOM

menu

Mais Esporte

12/08/2005


Flu bate Fortaleza e assume

Da sétima colocação para a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. Foi esse o salto dado pelo Fluminense na noite desta quinta-feira após a vitória por 2 a 0 sobre o Fortaleza, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. A partida foi válida pela 19ª rodada do certame.

A ascensão foi maior do que a esperada graças aos empates do Santos com o Brasiliense e do Paraná com o Flamengo. O tricolor carioca chegou aos 34 pontos e está a um do líder Corinthians – o triunfo desta noite foi o terceiro seguido do Flu.

Do lado do Fortaleza, a derrota acabou com a seqüência de duas vitórias consecutivas no Nacional e manteve o mau retrospecto da equipe cearense fora de casa. Mesmo assim, com a derrota do Juventude para o Goiás, o time do técnico Hélio dos Anjos segue na 13ª colocação com 27 pontos.

A equipe carioca entrou em campo com a pressão de conquistar um bom resultado no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, onde os jogadores não se sentem bem por causa das reduzidas dimensões do gramado. Mas com ótima atuação de Felipe, o Fluminense controlou bem a posse de bola e não sofreu sustos.

“Para mim não é segredo, as pessoas falaram que ele não tinha vaga. Ele é um gênio da bola. Ficou cinco meses sem jogar, ainda não está 100% do joelho e está desequilibrando. Fico muito feliz por ele. Ele tem vaga em qualquer time do Brasil e do mundo”, disse o treinador.

A vitória carioca também serviu para que um jejum de 22 anos fosse quebrado, tempo este que o Fluminense passou sem vencer o Fortaleza. A última vez havia sido em 1983, quando Cristovão (2), Jason (2) e Aldo marcaram os cinco gols da vitória por 5 a 2.

Na 20ª rodada (penúltima do primeiro turno), o Fluminense terá um compromisso fora de casa. No domingo, a equipe enfrenta o Juventude, às 18h10, no estádio Alfredo Jaconi, na fria Caxias do Sul. Para esta partida, o técnico Abel Braga não poderá contar com o zagueiro Igor, que recebeu o terceiro cartão amarelo.

No mesmo momento, o Fortaleza estará no gramado do Morumbi, na capital paulista, para jogar contra o São Paulo, que depois da conquista da Libertadores ainda não venceu no Campeonato Brasileiro.

O jogo

O Fluminense começou a partida um pouco melhor, buscando o ataque pelo lado esquerdo, com Juan. Depois de chutar uma bola para longe do gol de Bosco, aos 8min, o lateral aproveitou um rebote da defesa do Fortaleza e arriscou de fora da área. A finalização foi em direção ao ângulo esquerdo, mas o goleiro fez linda defesa com a mão trocada.

Após esse início, mesmo jogando em casa, o Fluminense resolveu apostar na tática defensiva dos adversários que costumam jogar em Volta Redonda e acabou cedendo bastante campo ao Fortaleza. A equipe cearense aproveitou e saiu para o jogo.

Aos 32min, por pouco o Fortaleza não abriu o placar. Depois que Igor perdeu a bola no meio-campo, o time de Hélio dos Anjos armou o contra-ataque pela direita. Lúcio recebeu na entrada da área e rolou para Ronaldo Angelim, que vinha de trás. O jogador chutou rasteiro e a bola bateu na trave esquerda de Kleber.

No fim da primeira etapa, a equipe carioca chegou a iniciar uma pressão, mas não conseguiu aproveitar as boas chances criadas. Leandro teve duas boas oportunidades, mas as finalizações saíram sem direção, para desespero do técnico Abel Braga.

“Temos que melhorar em todos os aspectos. O Fortaleza está ditando o ritmo de jogo e os volantes deles estão saindo para o ataque e isso é perigoso. Vamos conversar no vestiário para ajeitar”, disse o meia Felipe, ao deixar o campo no intervalo.

O Fluminense voltou para o segundo tempo com uma alteração tática. O técnico Abel Braga colocou o meia Juninho no lugar do líbero Milton do Ó, deixando o Fluminense no esquema 4-4-2.

E com apenas 1min de jogo brilhou a estrela do técnico, já que Juninho aproveitou um rebote da defesa do Fortaleza e, de fora da área, chutou para abrir o placar.

Aos 29min, a noite de Abel Braga foi completada. Felipe fez boa jogada individual pela direita e Beto, que entrara no lugar de Tuta, cabeceou para o gol, ampliando a vantagem do Fluminense: 2 a 0.

FLUMINENSE

Kleber; Gabriel Santos, Igor e Milton do Ó (Juninho); Gabriel, Romeu, Arouca, Felipe e Juan; Leandro (Schneider) e Tuta (Beto)

Técnico: Abel Braga

FORTALEZA

Bosco; Amaral (Chiquinho), Márcio Goiano, Ronaldo Angelim e Marquinhos; Hernani (Igor), Erandir, Lúcio e Mazinho Lima; Marcos Denner (Alex Afonso) e Fumagalli

Técnico: Hélio dos Anjos

Local: estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)

Árbitro: Márcio Resende de Freitas (SC/Fifa)

Auxiliares: Claudemir Maffessoni e Vayran da Silva Rosa (ambos de SC)

Cartões amarelos: Igor (Flu), Ronaldo Angelim, Hernani (Fort)

Gols: Juninho, a 1min, e Beto, aos 29min do segundo tempo

Notícias relacionadas