Flamengo vence, mantém chance matemática de título, e deixa Grêmio ameaçado no G-4 - WSCOM

menu

Futebol

22/11/2018


Flamengo vence, mantém chance matemática de título, e deixa Grêmio ameaçado no G-4

Foto: autor desconhecido.

Desde o primeiro minuto de jogo, o Flamengo deixou clara a intenção de impor seu ritmo de jogo. O Grêmio aceitou de forma muito passiva o domínio rubro-negro, e não resistiu. Os gols de Uribe e Diego, que garantiram a vitória por 2 a 0 no Maracanã, deram uma sobrevida ao clube da Gávea, que sustenta chances remotas na matemática da briga pelo título, e garantiram o clube na fase de grupos da Libertadores em 2019. Para o comentarista de arbitragem Leonardo Gaciba, da Rede Globo, o gol do colombiano foi irregular – ele enxergou jogada perigosa. Já o time gaúcho, com a derrota, abriu caminho para o São Paulo. Se empatar ou vencer o Vasco nesta quinta-feira, a equipe paulista toma o lugar do Grêmio no G-4.

Garantido no G-4, o Flamengo segue na disputa pelo título por conta da matemática. Ainda a cinco pontos do Palmeiras, e com somente seis em disputa, os rubro-negros precisam de um milagre para conquistar o campeonato. O próximo compromisso é contra o Cruzeiro, domingo, no Mineirão. Já o Grêmio, com a derrota, estacionou em 62 pontos na quarta colocação e pode ser ultrapassado pelo São Paulo, que enfrenta o Vasco em São Januário nesta quinta-feira precisando somente de um empate para abocanhar a quarta posição. O próximo jogo do time gaúcho será contra o Vitória, também domingo, no Barradão.


Com somente 36% de posse na etapa inicial, o Grêmio voltou mais agressivo do intervalo. Mas foi o Flamengo que quase marcou antes de completar o primeiro minuto. De calcanhar, Everton Ribeiro deu para Arão, que também rolou de calcanhar para Pará bater e Paulo Victor espalmar no reflexo. Na cobrança de escanteio, Réver desvia de cabeça e Uribe encaixa o voleio no alto para abrir o placar: 1 a 0. Leonardo Gaciba, comentarista de arbitragem da Rede Globo, considerou o gol irregular por jogada perigosa de Uribe, que chegou a encostar o pé na cabeça de Cortez.

 

O Grêmio teve ótima chance com Éverton, aos 15, mas Cesar defendeu a finalização de cabeça. Do outro lado, Réver, também de cabeça, quase ampliou. Ramiro salvou em cima da linha. Aos 23, mais uma grande chance. Diego rolou para Vitinho que, livre na área, isolou. Aos 42, a melhor chance do Grêmio: Geromel, de cabeça, parou em ótima defesa de César. Em seguida, do outro lado, Paulo Victor parou Marlos Moreno. O Grêmio se lançou à frente e abriu espaço para contra-ataques. Bom para Berrio, que partiu em velocidade e achou Diego na pequena área para ampliar: 2 a 0.


Depois de amargar a reserva e conviver com críticas, Diego deu a volta por cima contra o Grêmio. Ditou o ritmo do meio de campo no primeiro tempo, chegou a cair de produção na primeira metade da etapa final, mas depois voltou a aparecer bem, participou de lances importantes, e acabou premiado com um gol no final.


O Grêmio não teve um grande destaque individual, mas o lateral Leonardo foi o principal responsável por puxar contra-ataques no primeiro tempo com o meio de campo congestionado. Geromel também apareceu bem ao desviar o chute de Renê, que tinha boas chances de ir para a rede, e ao quase marcar de cabeça.

 


Por Globoesporte.com