Flamengo bate Ponte e dá liderança ao Corinthians - WSCOM

menu

Mais Esporte

04/08/2005


Flamengo bate Ponte e dá

Pela primeira vez neste Campeonato Brasileiro, o Flamengo conquistou duas vitórias consecutivas. Quem sofreu com a ascensão rubro-negro foi a Ponte Preta, que sucumbiu nesta quarta-feira por 1 a 0 e perdeu a liderança da competição. A partida aconteceu no estádio Luso-Brasileiro, no Rio.

O time campineiro, com 33 pontos, estava no topo havia oito rodadas. A derrota deu a primeira posição para o Corinthians, que venceu o Paysandu. A partida desta quarta-feira marcou a despedida do técnico interino Nenê Santana. Ele dirigiu o clube alvinegro em três partidas – uma vitória, um empate e uma derrota – e será substituído por Zetti.

Em contra-partida, o Flamengo coleciona três rodadas de invencibilidade – dois triunfos e um empate. O fato é inédito na irregular campanha da equipe e a ajuda a subir na tabela. Agora, o time rubro-negro tem 19 pontos e ocupa o 17º lugar.

O desempenho satisfatório da defesa – não sofre gols há mais de 270 minutos – dá base prática à decisão do técnico Celso Roth de afastar Júnior Baiano por “deficiência técnica”. Curiosamente, o clube da Gávea venceu pela última vez dois jogos consecutivos no Brasileiro em setembro de 2004. Na ocasião, bateu Grêmio, São Caetano e Paraná.

A continuidade à fase ascendente pode acontecer no próximo domingo, às 16h, contra o Fortaleza, no Castelão. O meia Renato desfalcará a equipe porque recebeu o terceiro cartão amarelo. Recém-contratado, o volante Diego, ex-Fluminense, depende da chegada da documentação para estrear.

Para a Ponte, a chance de recuperação será no próximo domingo, às 18h10, contra o Coritiba, no Moisés Lucarelli. O time está invicto atuando como mandante.

O jogo

O bom público presente no Luso-Brasileiro assistiu à Ponte Preta começar com mais presença ofensiva. O maior volume rendeu uma chance aos 5min, quando Evando recebeu cruzamento na área e finalizou por cima do travessão.

Sem adiantar a marcação, o Flamengo deu espaço e os chutes dos visitantes continuaram, mas a falta de precisão no alvo também. A partir dos 12min, no entanto, os cariocas passaram a criar. Aos 13min, Jean cruzou da esquerda e Obina, livre na pequena área, cabeceou fraco e facilitou a defesa de Lauro.

O jogo caiu de ritmo nos minutos subseqüentes. Em jogada ensaiada de falta, aos 26min, Leonardo Moura rolou e Renato chutou para Lauro espalmar. Forçando as jogadas pela ponta direita, com Leonardo Moura, o Flamengo manteve-se superior. Aos 36min, Souza tentou cruzar, mas quase surpreendeu Lauro, que colocou para escanteio.

Depois de afirmar durante a semana que não sentia mais dores na coxa esquerda, Obina acabou escalado. Porém, aos 40min do primeiro tempo, o atacante reclamou do problema e deu lugar a Bruno Mezenga.

De tanto insistir, o Flamengo abriu o placar. Aos 45min, Renato fez excelente jogada pela direita e cruzou para área. Renato Silva furou e Jônatas, caído, acertou o canto direito de Lauro. “Caí bem pela direita, o professor me dá essa liberdade e toquei para o Jônatas. O resultado foi justo pelo que mostramos”, disse, na saída para o intervalo, o meia Renato.

Em desvantagem, a Ponte começou a etapa final com mais posse de bola. Entretanto, a primeira chance, foi dos anfitriões. Aos 2min, Bruno Mezenga arrematou forte de fora da área e Lauro defendeu bem.

Recuado, o Flamengo deu campo ao adversário. Aos 16min, Danilo cruzou da esquerda e Kahê cabeceou por cima do travessão.

Os contra-ataques rubro-negros só surtiram algum efeito aos 28min. Leonardo Moura cruzou da direita e Jean, de primeira, assustou.

Após trocar passes por mais de um minuto no campo ofensivo, o Flamengo criou uma ótima chance. Bruno Mezenga, aos 36min, chutou rasteiro de fora da área e Lauro defendeu parcialmente. Na sobra, Leonardo Moura chutou e o goleiro defendeu com o pé.

Em paz com a torcida, o time carioca dominou os minutos finais e segurou o placar e a segunda vitória consecutiva.

FLAMENGO

Diego; Leonardo Moura, Renato Silva (Rodrigo), Fabiano e André; Augusto Recife, Jônatas (Róbson), Renato e Souza; Jean e Obina (Bruno Mezenga)

Técnico: Celso Roth

PONTE PRETA

Lauro; Luciano Baiano, Galeano, Rafael Santos e Iran; Éverton, Carlinhos (Luciano Santos), Ângelo, Danilo (Isaías) e Evando (Gabriel); Kahê

Técnico: Nenê Santana

Data: 3/8/2005

Local: estádio Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador (RJ)

Árbitro: Antônio Hora Filho (SE)

Auxiliares: Edmo Oliveira Santos e Ivaney de Lima (ambos de SE)

Cartões amarelos: Carlinhos (P), Jônatas (F), Augusto Recife (F), Renato (F)

Gols: Jônatas, aos 45min do primeiro tempo

Notícias relacionadas