Fiscalização da Lei Seca será intensificada durante Folia de Rua e Carnaval - WSCOM

menu

Paraíba

02/02/2018


Lei Seca será intensificada no Carnaval

DIZ DETRAN-PB

Foto: autor desconhecido.

 A partir deste domingo (4), quando o bloco mais irreverente da cidade, Virgens de Tambaú, descer a avenida Epitácio Pessoa até a praia, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) vai reforçar as atividades da Operação Lei Seca. No total, 45 agentes e policiais militares atuarão no percurso, bem como no desfile dos principais blocos de arrasto da capital. A ação se estenderá para outros municípios do Estado onde houver concentração de foliões.

 Durante reunião coordenada pelo diretor de Engenharia do Detran-PB, José Francisco de Sousa, ficou definido que a Operação Folia de Rua e Carnaval 2018 intensificará o trabalho de fiscalização e de educação para o trânsito, visando diminuir o número de acidentes e de vítimas fatais no período de Momo.

 Segundo o capitão Edmilson Castro, chefe da Divisão de Policiamento do Detran-PB, a operação se repetirá nos demais desfiles, a exemplo das Muriçocas do Miramar e Cafuçu, numa megaoperação que contará ainda com o reforço das equipes da Escola Pública de Trânsito (EPtran) e da Divisão de Educação de Trânsito (DET) do órgão, além do Departamento de Estradas de Rodagens (DER) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

 “Não só nesta prévia, mas durante o período de carnaval as equipes atuarão nos locais de grande movimentação popular, a exemplo do Litoral Paraibano”, enfatizou o capitão Castro, ressaltando a parceria com a Polícia Militar da Paraíba, que já atua no combate à alcoolemia junto às equipes da Lei Seca no Estado.

 A Operação Carnaval também contará com o reforço nos equipamentos utilizados, com o propósito de oferecer mais segurança aos agentes de trânsito. Para isso, serão disponibilizados coletes balísticos, lombadas móveis e barreira rodoviária antifuga (cama de faquir).

 Segundo a Direção do Detran – PB, a principal causa de acidentes no período de carnaval é a combinação entre álcool e direção. Por isso, o alvo da Operação Lei Seca é o condutor que apresentar qualquer índice de álcool por litro de ar, durante o teste. Ele será punido com multa no valor de R$ 2.934,70, perda de sete pontos na carteira, recolhimento da CNH e suspensão do direito de dirigir por até 12 meses. O veículo ficará retido até que um condutor capacitado apareça para retirá-lo.

 Nos testes com resultado superior a 0,34mg/l, a situação vira crime de trânsito. A punição nesses casos é detenção de seis meses a três anos, pagamento de multa, recolhimento da habilitação e suspensão do direito de dirigir por até um ano.

 Alerta – A Direção do Detran-PB fez um alerta aos condutores sobre a importância dos cuidados no trânsito durante o período carnavalesco, recomendando ações simples como revisar o veículo antes de viajar, não usar o celular enquanto dirige ou não ingerir bebida alcoólica quando estiver ao volante. Esses são considerados pontos cruciais que podem determinar o fim da festa para condutores e passageiros.

Notícias relacionadas