Fiscal liberou pista de Congonhas sem sair do carro no dia do acidente - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

28/07/2007


Fiscal liberou pista de Congonhas

Sem treinamento específico da Infraero, o fiscal designado para vistoriar a pista principal do aeroporto de Congonhas no dia do acidente do avião Airbus A-320 da TAM nem desceu do carro para averiguar a quantidade de água no asfalto. As informações são do jornal “Folha de S. Paulo”.

O funcionário da Infraero realizou três ziguezagues com o carro na pista e, segundo ele, não visualizou nenhuma poça ou lâmina d’água. Sua inspeção fez a pista do aeroporto ser liberada minutos depois.

A condição da pista é uma das possíveis causas do acidente investigadas pela Polícia Civil e pelo Ministério Público Estadual, que apuram a responsabilidade criminal sobre o acidente.

Procedimento de praxe

Sem qualquer treinamento especifico da Infraero para o exercicio da tarefa, o fiscal seguiu apenas as orientações de funcionários mais antigos no que, segundo ele, é um procedimento de praxe. Ele foi designado para a função porque um funcionário mais experiente estava de férias.

Notícias relacionadas