Felipão tem quebra-cabeça para resolver no Palmeiras em semana decisiva - WSCOM

menu

Futebol

22/10/2018


Felipão tem quebra-cabeça para resolver no Palmeiras em semana decisiva

Foto: autor desconhecido.

Dono de um elenco numeroso e de qualidade, o técnico Luiz Felipe Scolari terá de quebrar a cabeça para montar o Palmeiras para os próximos jogos em uma semana decisiva na Libertadores e no Campeonato Brasileiro.

Para o confronto contra o Boca Juniors pelo jogo de ida da semifinal da competição continental na Argentina, Felipão não terá Marcos Rocha e Artur, machucados, e Jean virou dúvida. Na defesa, Antônio Carlos e Edu Dracena, titulares na Libertadores, jogaram até o fim pelo Brasileiro e não descansaram. Eles devem formar a defesa contra o Boca Juniors no meio de semana.

“Nós treinamos e observamos que o entrosamento do Antônio Carlos e do Edu Dracena é muito grande. Luan com Dracena não é a mesma coisa. Optamos por essa dupla [contra o Ceará] e precisamos pensar como vamos fazer no jogo do Boca”, disse Felipão.

A expulsão de Deyverson e a lesão de Jean na vitória por 2 a 1 contra o Ceará mudaram os planos do treinador, que pretendia dar descanso aos jogadores.

“Tínhamos a ideia de fazer algumas mudanças, a saída do Willian, a entrada do Dudu ou do Scarpa, a colocação do Borja”, disse Felipão. Contra o Flamengo, no próximo sábado (27), Felipão provavelmente terá de improvisar na lateral-direita. Marcos Rocha e Jean estão machucados, e Mayke recebeu o terceiro cartão amarelo na vitória sobre o Ceará.

Além deles, Bruno Henrique e Lucas Lima também estão suspensos pelo terceiro amarelo e Deyverson terá de cumprir suspensão automática por causa da expulsão contra o Ceará.

“Estranho, não tem nenhuma marca na meia [do jogador do Ceará] e depois ele volta e dá o cartão, só acho estranho, não dá para entender”, disse Felipão sobre o cartão para Bruno Henrique. Sem Deyverson, Borja poderá jogar até três jogos seguidos no ataque. Felipão também tem a opção de ter Willian no ataque e poupar o colombiano em um dos jogos. Borja é o artilheiro da Libertadores com 9 gols.

CARTÕES

O diretor de futebol, Alexandre Mattos, reclamou da arbitragem na partida pelo Brasileiro e falou em direcionamento de cartões aos jogadores do Palmeiras.

“Parece que o árbitro sabia claramente do jogo do Maracanã, sabia que o [Marcos] Rocha estava machucado, deu cartão para o Mayke, que não era para dar, deu cartão para o Bruno Henrique, que não era para dar, deu cartão para o Lucas Lima, que não era para dar, um atrás do outro, ele direcionou, a gente fica pensado e cobrando porque está muito estranho, do jeito que foi está muito estranho. Já sabe que tem o jogo no Maracanã e tira meio time”, disse Mattos na zona mista do Pacaembu.

O discurso de Mattos foi acompanhado por Felipão. Durante a coletiva de imprensa, o treinador do Palmeiras ironizou os cartões e falou em “lista pronta”.

“Só eu que perdi [jogadores pelo terceiro cartão amarelo], parece até que tinha uma lista pronta. Vai prejudicar, sim, todo mundo sabe que vai prejudicar, volto a afirmar, todo mundo sabe. Mas eu confio no meu grupo”, disse Felipão.

O Palmeiras treina nesta segunda, às 15h, em São Paulo e viaja para Argentina onde enfrenta o Boca Juniors na quarta-feira (24), às 21h45, pela semifinal da Libertadores. Com informações da Folhapress.

Notícias relacionadas