Fecomércio espera crescimento de 6% nas vendas para o Dia das mães - WSCOM

menu

Economia & Negócios

06/04/2011


Dia das mães: vendas vão crescer 6%

Otimismo

Os empresários do setor do comércio varejista da Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP) estão otimistas em relação às vendas para o Dia das Mães. Segundo uma pesquisa divulgada pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas Econômicas e Sociais da Paraíba (IFEP-PB), 90,51% dos entrevistados acreditam que as vendas para 2011 serão bastante favoráveis. E o aumento deve ser de 6% em relação a 2010, na opinião de 78,48% dos entrevistados. Vale lembrar que a data é a segunda melhor para o comércio em volume de vendas, ficando atrás apenas do Natal.

O otimismo recorde dos empresários para a data reflete os bons indicadores da economia. “Nestes indicadores, destacamos a evolução do emprego e da renda do trabalhador”, afirmou o presidente da Fecomércio Paraíba, Marconi Medeiros.

Quando questionados sobre as medidas anunciadas pelo Banco Central como forma de controle da inflação, 64,56% dos empresários do comércio na RMJP afirmaram que estas medidas não devem influenciar negativamente nas vendas para o Dia das Mães neste ano. Para eles, em datas comemorativas como essas os consumidores tendem a realizar suas compras normalmente.

Para aumentar o fluxo e aproveitar os bons ventos, os empresários do varejo pretendem adotar medidas que estimulem as vendas, tais como: procurar atender às necessidades do consumidor, respondido por 57,59% dos entrevistados, colocar produtos com preços promocionais (53,16%), investir em propagandas (46,84%), ampliar o prazo de pagamento (20,25%), atender os consumidores após as vendas (18,35%), investir no mercado eletrônico (7,59%), financiar as vendas com recursos próprio (6,96%) e incentivar os funcionários através de comissões sobre vendas (3,16%). Vale ressaltar que neste quesito o entrevistado poderia citar mais de um tipo de medida para estimular as vendas, o que torna a soma dos percentuais superior a cem porcento.

Metodologia

A sondagem foi realizada no período de 14 a 25 de março de 2011. A pesquisa ouviu 200 donos dos estabelecimentos ou gerentes de empresas de grande, médio e pequeno porte, microempresas e até do mercado informal. O motivo de procurar conhecer a opinião dos responsáveis de empresas de diversos portes é que as vendas neste período são bastante diversificadas, atingindo quase a totalidade dos estabelecimentos que compõem o comércio varejista. A margem de erro é de 4,77%.

Notícias relacionadas