FBI alerta para repetição de ataques da Al Qaeda em 11/9 - WSCOM

menu

Internacional

12/08/2005


FBI alerta para repetição de

Um grupo de analistas de uma célula contraterrorista do FBI (polícia federal dos Estados Unidos) alertou sobre a possibilidade de novos ataques terroristas em Nova York, Los Angeles e Chicago que podem acontecer perto de 11 de setembro próximo, data que ficou marcada pelos ataques terroristas que mataram cerca de 3.000 pessoas em 2001.

Os atentados estariam sendo organizados pela Al Qaeda, rede terrorista comandada por Osama bin Laden, e que reivindicou também os ataques de 2001.

De acordo com o FBI, a informação veio de uma fonte “estrangeira”, que indicou também que os terroristas devem tentar roubar caminhões-tanque, a serem usados nos atentados, para causar “vítimas em massa”, segundo o jornal americano “The New York Times”.

O jornal ainda diz que funcionários do FBI em Los Angeles já emitiram um aviso ao governo americano. Funcionários do gabinete do presidente George W. Bush disseram que o relatório da célula contraterrorista traz “uma descrição detalhada” tornando a possibilidade “crível o suficiente” para ser encarada como um “alerta”.

Funcionários do FBI de Washington e Nova York disseram estar cientes dos alertas sobre novos ataques que podem acontecer perto de 11 de setembro próximo, mas se declararam “céticos” a respeito desse relatório.

Apesar disso, os EUA baixaram nesta sexta-feira o nível de alerta de segurança no sistema de transporte, do laranja para o amarelo, em todo o país. O nível de alerta havia sido elevado após os ataques terroristas contra metrôs e ônibus em Londres, em 7 de julho último, quando suicidas causaram a morte de 52 pessoas, além de ferir outras 700.

O sistema de alerta para a segurança interna dos EUA entrou em vigor em março de 2002 e compreende cinco escalas, de diferentes cores, em ordem crescente de importância: verde, azul, amarelo, laranja e vermelho.

Informação “questionável”

“A informação [sobre os novos ataques] ainda não foi corroborada, e a credibilidade da fonte [que passou a informação] é questionável”, afirmou Brian Roehrkasse, porta-voz do Departamento de Segurança Interna. “O relatório está sendo analisado pela inteligência”, disse.

O “New York Times” afirmou que durante muito tempo funcionários da inteligência americana consideraram que caminhões pudessem ser usados em ataques terroristas. Nova York, Los Angeles e Chicago são encaradas como “alvos potenciais”, assim como Washington e Las Vegas.

O comissário de polícia de Nova York, Raymond W. Kelly, informou em um comunicado que o departamento também “teve conhecimento” sobre a ameaça.

“O Departamento de Polícia de Nova York já tomou medidas para proteger a região de caminhões-bomba e outras ameaças [terroristas]. Estamos expandindo essas medidas, não em resposta à última informação [referindo-se ao relatório do FBI], mas sim como um contínuo aprimoramento de uma postura contraterrorista”.

Notícias relacionadas