Família faz caminhada para lembrar um ano da morte da estudante Aryane Thaís - WSCOM

menu

Paraíba

15/04/2011


Família faz homenagem a Aryane nesta 6ª

Contra a impunidade

Foto: autor desconhecido.

A família da jovem Aryane Thaís Carneiro de Azevedo, de 21 anos, assassinada no dia 15 de abril de 2010, na Capital, realiza uma caminhada na tarde desta sexta-feira (15), a partir das 15 horas. O caso completa um ano hoje. A concentração será casa onde viveu a estudante, no Bairro de Jaguaribe, até à igreja do Rosário, no mesmo bairro, para acompanhar a missa de graças.

O ato será em protesto contra a impunidade no caso. A caminhada deverá contar com o apoio de várias outras famílias que sofrem com crimes ainda não solucionados pela Justiça.

Relembre o caso

O corpo de Aryane Thais foi encontrado jogado às margens da BR- 230 sem blusa, com o zíper da calça aberto, mas sem sinais aparentes de violência sexual. Ao lado da vítima, estava a pista que norteou a investigação. A vítima carregava o resultado de um exame positivo para gravidez. Um ano depois, o caso continua sem desfecho na Justiça

Acusado

Durante todo o processo de investigação, o único suspeito indicado pela polícia foi o pai da criança que Aryane esperava, o estudante de direito, Luiz Paes Neto, de 21 anos.

Ele era ex-namorado da vítima e, de acordo com os autos do processo, tinha se encontrado com ela, na noite anterior a que o corpo foi encontrado. Ainda segundo o inquérito, na ocasião, o casal chegou a discutir por conta da gravidez indesejada.

Notícias relacionadas