Experiente em contrariar a lógica, Flu tenta vaga nas oitavas da Libertadores - WSCOM

menu

Futebol

20/04/2011


Combinações para Flu avançar

CHANCE DE 8%

Foto: autor desconhecido.

O Fluminense encerra às 21h50m (de Brasília) desta quarta-feira sua participação no Grupo 3 da Taça Libertadores. A partida é contra o Argentinos Juniors, no estádio Diego Armando Maradona, em Buenos Aires, e só a vitória interessa ao Tricolor, que tenta uma vaga nas oitavas de final. Esta tarefa, por si só, não é das mais fáceis. Afinal, o Flu vai encarar um time que também precisa do resultado para se classificar e que vai jogar diante de 25 mil torcedores, que ficam em arquibancadas coladas à beira do campo, no melhor estilo caldeirão. Não bastasse tudo isso, ainda é preciso secar o Nacional, que joga em Montevidéu contra o América-MEX (combinações de resultados estão detalhadas no tópico "o que está em jogo", mais abaixo).

O drama tricolor foi traduzido em números pelo matemático Tristão Garcia: o Fluminense tem 8% de chance de terminar a quarta-feira classificado. Entretanto, o time carioca tem rodagem quando o assunto é contrariar a lógica. Em 2009, em certo momento do Campeonato Brasileiro, a chance de o time se salvar do rebaixamento era de 2%. Depois de uma arrancada épica, o Flu acabou escapando do rebaixamento.

A experiência do Tricolor em reviravoltas improváveis foi diminuída pelo técnico do Argentinos Juniors, Pedro Troglio, que disse que "milagres só acontecem uma vez". A resposta do Fluminense veio com o goleiro Ricardo Berna, que disse acreditar em trabalho, não em milagres. Hermanos e tricolores têm nesta quarta 90 minutos para mostrar quem tem razão.

Apita o jogo o colombiano Wilmar Roldán, auxiliado por seus compatriotas Abraham González e Javier Camargo. O SporTV transmite o jogo ao vivo. O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real, com vídeos, a partir das 21h50m (de Brasília).

O que está em jogo

Argentinos Juniors: segundo colocado do Grupo 3, com sete pontos, o Argentinos Juniors se classifica se conseguir uma vitória simples. Em caso de empate, torce para que o Nacional não vença o América-MEX, em Montevidéu. Se perder, estará eliminado.

Fluminense: só a vitória interessa ao Tricolor, que entra em campo como lanterna do Grupo 3, com cinco pontos. Além de vencer, precisa ficar de olho no jogo entre Nacional e América-MEX, em Montevidéu. O ideal é torcer para uma vitória do América. Neste caso, basta uma vitória simples diante do Argentinos Juniors. No caso de haver empate na capital uruguaia, o Tricolor vai precisar de um triunfo por dois ou mais gols de diferença em seu jogo. Por fim, se o Nacional vencer sua partida, o Flu estará eliminado, independentemente do placar que conseguir na Argentina.

Escalações

Argentinos Juniors: o treinador Pedro Troglio vai poder mandar força máxima a campo nesta quarta-feira. Recuperados de lesões, o zagueiro Torrén e o ala Escudero (ex-Corinthians) estão de volta à equipe. A provável escalação: Navarro; Sabia, Torrén e Gentiletti; Prósperi, Mercier, Basualdo e Escudero; Rius, Niell e Salcedo.

Fluminense: com Deco e Carlinhos vetados pelo departamento médico, o técnico Enderson Moreira tem apenas uma dúvida para confirmar a equipe. Araújo e Emerson brigam para ocupar uma vaga no ataque, ao lado do capitão Fred. O restante do time deve ser o mesmo do jogo contra o Nova Iguaçu, domingo (vitória por 1 a 0): Berna, Mariano, Gum, Edinho e Julio Cesar; Valencia, Diguinho, Marquinho e Conca; Araújo (Emerson) e Fred.

Fique de olho

Argentinos Juniors: o atacante Niell, de 1,63m, é o maior destaque da equipe do Argentinos Juniors. Além de ter feito dois gols de cabeça no primeiro jogo contra o Fluminense, o baixinho voltou a balançar a rede usando uma cabeçada no jogo contra o América, no México (derrota dos argentinos por 2 a 1). Fora o jogo aéreo, Niell também se destaca pela rapidez no ataque.

Fluminense: Conca completa nesta quarta-feira 200 jogos com a camisa do Fluminense, e nada como uma atuação de gala em seu país para coroar a marca do argentino. O meia vem crescendo de produção nos últimos jogos e desponta como um dos grandes trunfos do Flu na luta pela vaga nas oitavas.

O que eles disseram

Pedro Troglio, técnico do Argentinos Juniors: "Jogaremos contra o atual campeão brasileiro, que se reforçou mais ainda este ano. Contrataram o Rafael Moura, por exemplo, que fez dois gols contra nós no Engenhão. É uma grande equipe que, por ter poucas chances, pode talvez até jogar com mais tranquilidade e nos criar problemas. É preciso ter calma".

Enderson Moreira, técnico do Fluminense: "Independentemente da necessidade de dois gols, temos de estar focados primeiro em vencer. Não adianta pensar no segundo gol se a gente não buscar o primeiro gol com tranquilidade, sem também sofrer gols. Naturalmente, no decorrer do jogo, com os resultados, vamos saber se precisamos nos atirar mais um pouco. O próprio Argentinos Juniors vai buscar o resultado também. São partidas que vão apresentar situações durante os jogos".

Números e Curiosidades

* Em 21 jogos este ano, o Fluminense tem 12 vitórias, cinco empates e quatro derrotas, com 40 gols marcados e 24 sofridos. Fred, com dez gols, é o artilheiro tricolor na temporada, seguido por Rafael Moura, com sete.

* Fundado em 1904, o Argentinos Juniors entrou para a história do futebol argentino como o clube que revelou Diego Maradona. Com 10 anos de idade, Maradona era gandula nos jogos do clube. Antes de completar 16 anos, Maradona estreou na equipe principal do Argentinos Juniors, onde permaneceu entre 1976 e 1980, marcando 116 gols em 166 partidas.

* A última vez que o então campeão brasileiro não passou da fase de grupos da Libertadores foi em 2002, quando o Atlético-PR foi eliminado da competição com apenas uma vitória em seis jogos.

Último confronto

O Fluminense recebeu o Argentinos Juniors no Engenhão no dia 9 de fevereiro deste ano, em partida válida pela primeira rodada do Grupo 3 da Libertadores, e não passou de empate por 2 a 2. Na ocasião, o Tricolor foi surpreendido e levou dois gols de cabeça do baixinho Niell. Rafael Moura, também autor de dois gols, foi o responsável por evitar uma derrota na estreia (o Flu esteve por duas vezes em desvantagem no marcador).

Notícias relacionadas