EUA lançam maior ofensiva aérea desde invasão do Iraque - WSCOM

menu

Internacional

16/03/2006


EUA lançam maior ofensiva aérea

Os militares dos Estados Unidos lançaram uma grande operação contra insurgentes perto da cidade de Samarra, na região central do Iraque, nesta quinta-feira.

Mais de 50 aeronaves e 1,5 mil soldados iraquianos e americanos foram mobilizados para a operação, segundo uma declaração dos militares americanos.De acordo com os militares este ataque aéreo é um dos maiores desde a invasão de 2003. Até agora não há informações independentes a respeito da operação.

De acordo com os militares este ataque aéreo é um dos maiores desde a invasão de 2003. Até agora não há informações independentes a respeito da operação.

Um ataque com bombas ao templo de al-Askari, em Samarra, a 100 quilômetros ao norte de Bagdá, em fevereiro, deu início a uma onda de violência sectária em todo o país.

Os militares americanos afirmam que a chamada de Operação Swarmer tem o objetivo de “limpar uma área suspeita de operações insurgentes”, no nordeste de Samarra.

A operação deve durar vários dias “enquanto uma busca completa é realizada na área”.

Perto do fim do primeiro dia de operação, a força conjunta americana e iraquiana afirmou ter apreendido vários carregamentos de armas, incluindo cartuchos, munição e uniformes militares”.

Demonstração de força

O correspondente da BBC em Bagdá, Jim Muir, afirma que os americanos acreditam que há bolsões de insurgência na área de Samarra.

Samarra se transformou em um sinônimo de violência sectária depois do ataque ao templo, segundo Muir, e os Estados Unidos querem mostrar que estão atacando as raízes da violência.

O correspondente da BBC em Washington, Adam Brookes, afirma que uma grande exibição de força está ocorrendo, visando quebrar o ciclo crescente de violência que pode levar a uma guerra civil no Iraque.

O Pentágono quer demonstrar que forças americanas e iraquianas podem trabalhar em conjunto em resposta aos ataques sectários, segundo Brookes.

A operação militar também está dando apoio à mensagem política do governo de George W. Bush lançada nas últimas semanas, de que está ocorrendo progresso no Iraque.

Notícias relacionadas