Estimativa de analistas para inflação sobe pela oitava vez consecutiva - WSCOM

menu

Economia & Negócios

19/05/2008


Estimativa de analistas para inflação

A projeção de analistas de mercado para a inflação se distancia do centro da meta de governo de 4,5% no ano, segundo o boletim Focus, publicação semanal do Banco Central com base em consulta a especialistas sobre os principais indicadores econômicos.

A expectativa para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu pela oitava vez consecutiva, passando de 4,96% para 5,12%, mas ainda dentro da margem de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O IPCA é índice usado pelo Conselho Monetário Nacional para fixar a meta de inflação.

No mercado paulista, os entrevistados estimam em 4,50% o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), medido pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (Fipe) da Universidade de São Paulo (USP), acima dos 4,32% projetados para o ano na semana passada.

Para o mercado atacadista, a projeção do Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu de 7,19% para 7,89% A expectativa para o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), passou de 7,67% para 8,35%, no ano.

Em 12 meses, a expectativa é de alta de inflação também em todos os índices. Para o IPCA, a projeção passou de 4,41% para 4,65%. No caso do IGP-DI, a estimativa subiu de 5,58% para 5,90% e para o IGP-M, de 5,72% para 6,03. A projeção para a inflação no mercado paulista, medida pelo IPC-Fipe, passou de 4,21% para 4,31%.

Quanto aos preços administrados por contrato a expectativa passou de 3,65% para 3,70% em 2008. Esse indicador diz respeito aos valores cobrados por serviços monitorados (combustíveis, energia elétrica, telefonia, medicamentos, água, educação, saneamento, transporte urbano coletivo e outros). Em 2009, a expectativa dos analistas é de 4,40%, contra a projeção anterior de 4,31%.

Notícias relacionadas