Espetáculo da Paixão de Cristo será apresentado hoje na Praça do Povo do Espaço - WSCOM

menu

Cursos e Eventos

19/04/2011


Paixão de Cristo hoje no Espaço Cultural

O Divino Calvário

Foto: autor desconhecido.

A vida de Jesus contada em linguagem poética, por meio da dança, do circo e da música, vai ser o fio condutor de “O Divino Calvário”, a peça encenada na programação da Paixão de Cristo 2001em  João Pessoa.

 

Este ano, as apresentações não acontecerão no Centro Histórico, como vinha ocorrendo nas edições passadas. O espetáculo encenado desde esta sexta-feira, 22, ao domingo, 24, na Praça do Povo da Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego (Funesc).

 

São duas sessões por noite, sendo a primeira às 19h e a segunda às 21h. A peça selecionada para esta edição foi do Grupo Experimental Cena Aberta (Geca) e da Trupe Arlequim, com direção de Marcos Pinto. A mudança de local foi definida a partir de parceria entre o governo do Estado e prefeitura de João Pessoa.

 

“O Divino Calvário” é uma adaptação do drama sacro “O Mártir do Calvário”, do teatrólogo português Eduardo Garrido, escrito em meados do século XIX. O texto era um dos mais encenados pelas trupes e companhias itinerantes de circo e teatro da década de 50, no século passado.

 

Edição 2011

Na Paixão de Cristo desse ano, o elenco vai interpretar os últimos momentos de vida e crucificação de Jesus Cristo, interagindo com o público. O espetáculo traz uma nova roupagem da história mais conhecida do ocidente. A proposta é apresentar uma encenação poética entre o real expressionista e o imaginário minimalista.

 

A peça foi concebida em três atos, com dança, circo e música. Tudo isso é distribuído dentro do universo ibérico e nordestino. Os momentos distintos do nascimento e morte de Cristo são diferenciados pelas cores, figurinos, gestual e ritmos. O resultado é a dualidade de sensações.

A assistência de direção de “O Divino Calvário” é de Walter Olivério. Também fazem parte da equipe Kalline Brito (produção), Diocélio Barbosa (preparação circense), Joyce Barbosa (coreografia), além do compositor e regente Eli-Eri Moura (direção musical).

 

Seleção

O espetáculo deste ano foi escolhido mediante concurso no qual concorreram vários projetos de produção e encenação. O edital público foi promovido pela Prefeitura Municipal da Capital, por intermédio da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope). A divulgação do resultado aconteceu em dezembro do ano passado.

 

A comissão julgadora foi composta pelos professores do Curso de Teatro da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) Ana Valéria Vicente e Erlon Cherque Pinto. Também participou da análise o ator Everaldo Pontes. Esta é sexta edição do espetáculo da Paixão de Cristo no formato de edital público. Outra novidade dos últimos seis anos foi a presença maciça de atores e profissionais da Capital, que são escolhidos por meio de testes de seleção.

 

Estrutura e estimativa de público

A organização do evento vai disponibilizar arquibancadas com capacidade para 2 mil pessoas, que serão instaladas na Praça do Povo do Espaço Cultural. Assim, o público estimado para o total de seis sessões, realizadas durante os três dias de evento, é de 12 mil espectadores. A entrada é franca e por ordem de chegada, sem convite prévio.

 

Notícias relacionadas