Entidades sindicais se mobilizam contra fechamento de comarcas na Paraíba - WSCOM

menu

Paraíba

08/08/2018


Entidades sindicais se mobilizam contra fechamento de comarcas na Paraíba

Foto: autor desconhecido.

Servidores do Poder Judiciário paraibano e representantes de várias cidades realizarão protesto, nesta quarta-feira (8), durante sessão do Tribunal de Justiça, a partir das 14 horas, contra o fechamento de 15 comarcas no Estado. Os manifestantes anunciaram que irão ocupar o pleno do Tribunal de Justiça.

Antes da sessão do Tribunal de Justiça, os servidores do Poder Judiciário, autoridades, prefeitos, vereadores, deputados e lideranças de várias cidades participarão de uma Audiência Pública na Assembleia Legislativa, a partir das 11h, para discutir o assunto.

Segundo o presidente da Associação dos Técnicos, Auxiliares e Analistas do Poder Judiciário da Paraíba (ASTAJ-PB), José Ivonaldo, essa será a segunda Audiência Pública que o Poder Legislativo realizará para debater o possível fechamento das comarcas. Segundo Ivonaldo, se as comarcas forem fechadas mais de 300 mil pessoas serão prejudicadas.

População é a mais penalizada

As comarcas ameaçadas de fechamento são as de Araçagi, Arara, Bonito de Santa Fé, Cabaceiras, Cacimba de Dentro, Caiçara, Coremas, Cruz do Espírito Santo, Lucena, Malta, Paulista, Pilões, Prata, Santana dos Garrotes e São Mamede.

Ivonaldo alerta que com o fechamento dessas comarcas, as pessoas que precisarem da Justiça Comum terão que se deslocar até cem quilômetros, de ida e volta, para alcançarem os serviços dos quais necessitam, a exemplo de acompanharem a tramitação de seus processos, participarem de audiências entre outros. Além disso, segundo ele, haverá muita dificuldade para os servidores do Poder Judiciário lotado nas comarcas, que terão que ser relocados.

Paraíba Já

Notícias relacionadas