Enéas Carneiro não concorrerá mais à Presidência - WSCOM

menu

Brasil & Mundo

17/06/2006


Enéas Carneiro não concorrerá mais

Mais um pré-candidato à Presidência decidiu retirar seu nome da corrida sucessória. Dessa vez foi o deputado federal Enéas Carneiro (Prona-SP), que, por motivos de saúde, preferiu concorrer à reeleição para a Câmara dos Deputados. Sua saída da disputa aumenta as chances de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vencer a eleição já no primeiro turno.

Por conta de sua grande vantagem nas pesquisas de intenção de voto, quanto menos candidatos se inscreverem na disputa, mais difícil será que seus adversários somem o total necessário para evitar a vitória de Lula no primeiro turno. Até agora, mantêm-se na disputa presidencial Lula, o tucano Geraldo Alckmin, Heloisa Helena (PSOL), Cristovam Buarque (PDT), José Maria Eymael (PSDC) e Ruy Pimenta PCO). Existe a possibilidade de o PSC lançar Rogério Vargas com o apoio do ex-governador do Rio Anthony Garotinho.

Nas eleições de 2002, Enéas foi campeão entre os candidatos à Câmara, ultrapassando a barreira de 1,5 milhão de votos. Dessa vez, ele pretendia voltar a concorrer à Presidência, como fizera em 1994 e 1998, mas preferiu cuidar da saúde, já que precisará se submeter no próximo mês à sessões de quimioterapia. Enéas tem leucemia e o tratamento obrigou-o, inclusive, a ficar sem barba, uma de suas marcas registradas, assim como o bordão, “meu nome é Enéas”.