Laranjais: empresário revela esquema que desviou R$ 30 mil para campanha de Bivar - WSCOM

menu

Política

26/02/2019


Laranjais: empresário revela esquema que desviou R$ 30 mil para campanha de Bivar

Segundo relato, gráfica rodou R$ 8.000 em materiais para campanha do líder do PSL, mas emitiu nota no valor de R$ 38 mil.

Na imagem, o presidente da República Jair Bolsonaro ao lado de Luciano Bivar

dono de uma empresa de serviços gráficos em Abreu e Lima (PE) contou a um político do estado, sem saber que estava sendo gravado, que participou de um esquema de desvio de verba na campanha a deputado federal de Luciano Bivar, presidente nacional do PSL, em 2018.

Segundo Luiz Claudio Cordeiro Palhares Junior, proprietário da Collossu’s Empreendimentos, a pedido de um ex-vereador próximo a Bivar, ele rodou R$ 8.000 em materiais gráficos, mas emitiu nota no valor “de R$ 38 mil para ele pegar os R$ 30 mil”.

 

A denúncia foi feita pelo jornal “Folha de S. Paulo” que teve acesso à gravação e publicou as informações do esquema nesta terça-feira (26).

 

Como cita a publicação, o serviço em questão aparece na prestação de contas de Bivar no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), no valor de R$ 41.602,68, sendo R$ 36.176,25 referentes ao serviço em si e R$ 5.426,43 a impostos.

 

De acordo com a nota fiscal da Collossu’s Empreendimentos, foram confeccionados 200 perfurados, 1.200 adesivos, 100 mil santinhos, 60 mil praguinhas, 700 bandeiras e 300 camisas para a campanha do então candidato a deputado federal Luciano Bivar nas eleições 2018.

 

Na gravação, o político pergunta o que a empresa seria capaz de rodar e Palhares responde: “Tu pode fazer o seguinte, como eu fiz lá com o cara: ele rodou cerca de R$ 8.000 em material e tirou R$ 38 [mil] de nota, entendeste?”.

 

O deputado, em resposta a publicação, disse que as contas de sua campanha foram aprovadas pela Justiça Eleitoral e que desconhece a situação descrita pelo jornal.