Empresa dos EUA venderá passagens para a Lua - WSCOM

menu

Economia & Negócios

11/08/2005


Empresa dos EUA venderá passagens

A empresa americana Space Adventures, que já enviou turistas à Estação Espacial Internacional, planeja agora uma nova missão: despachar pessoas endinheiradas para dar uma volta na Lua. A primeira missão, que foi batizada de DSE-Alpha, poderá ocorrer no início de 2008, segundo o empresário Eric Anderson, presidente da Space Adventures.

A viagem oferecerá uma oportunidade rara de ver a Terra da órbita lunar e uma vista lateral da parte escura da Lua, de uma altura de 99,77 quilômetros. O preço da passagem será de US$ 100 milhões (cerca de R$ 227,9 milhões pelo câmbio de hoje) por casal. No custo, estão incluídos os gastos com o planejamento da missão, com a modificação da nave Soyuz TMA para a missão e com a realização de vôos de prova sem piloto e pilotados antes que os turistas realizem a viagem.

A Soyuz tem 10 metros cúbicos de espaço, mais ou menos do tamanho de um veículo esportivo de grande proporção. A Space Adventures oferece duas opções para suas viagens à Lua. Uma é um vôo lunar de cinco dias e meio e até 21 dias na Estação Espacial Internacional; outra, uma missão de nove dias, sendo três dias de vôo livre na órbita baixa da Terra e o resto em um vôo ao redor da Lua.

A empresa mantém uma sociedade de longa data com a Agência Federal Espacial da Federação Russa. Através desta sociedade, a Space Adventures já enviou o empresário americano Dennis Tito e o africano Mark Shuttleworth na Soyuz para uma estadia na estação espacial.

Notícias relacionadas