Emlur articula parcerias para reestruturar a coleta seletiva na Capital - WSCOM

menu

Paraíba

20/08/2005


Emlur articula parcerias para reestrutur

O plano de reestruturação da coleta seletiva será apresentado na próxima terça-feira (23) a representantes do Banco do Brasil, Saelpa, PBGás, Telemar e Pão de Açúcar. O encontro, organizado pela Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), tem como objetivo sensibilizar as instituições e empresas a também investirem na execução do plano e, conseqüentemente, na melhoria da qualidade de vida dos agentes ambientais (catadores).

Os executivos vão conhecer o projeto de reestruturação da coleta seletiva, que inclui melhorias estruturais nos núcleos de coleta do Cabo Branco, 13 de Maio e Bessa e a implantação ainda este ano de outros núcleos no Jardim Cidade Universitária, que vai abranger os bairros de Mangabeira e Bancários, e Cristo Redentor.

O plano também inclui a realização de uma ampla campanha educativa visando sensibilizar a sociedade a colaborar com a coleta seletiva, separando o lixo orgânico do lixo seco (formado por papel, plástico, alumínio). A campanha incluiu panfletos e mídias em rádios e canais de televisão.

Um diagnóstico apresentado durante o seminário “Lixo: incentivo social e cidadania”, no dia 10 deste mês, mostrou a existência de 279 agentes ambientais (catadores) nos núcleos de coleta de João Pessoa. A renda média dos catadores ligados à Associação dos Trabalhadores de Material Reciclável (Astramare) é de R$ 230 por mês, e só não é maior devido à carência de colaboração da população e o grande número de agentes informais em João Pessoa.

Informações extra-oficiais indicam que existem aproximadamente 2.000 pessoas trabalhando com a catação de lixo nas ruas da cidade.

Notícias relacionadas