Em Riacho de Santo Antônio, contratação de servidores é suspensa pelo TCE - WSCOM

menu

Política

20/07/2009


Em Riacho de Santo Antônio,

A 2ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado mandou a prefeitura de Riacho de Santo Antônio suspender a realização do processo seletivo simplificado, aberto pelo município, para a contratação temporária de excepcional interesse público. O detalhe é que a prefeitura havia editado um decreto proibindo a realização de qualquer despesa de pessoal.

“Mostra-se clara a contradição existente na expedição de um edital para processo seletivo simplificado visando a contratação, ainda que temporária, de 44 servidores, com validade máxima de nove meses, apenas 17 dias após a publicação do decreto n° 03/2008 para contenção de despesa com pessoal”, afirma relatório da Divisão de Auditoria da Gestão de Pessoal do Tribunal de Contas do estado.

Segundo denúncia formulada por Nélia Ferreira de Oliveira, a prefeitura de Riacho de Santo Antônio havia realizado concurso público recentemente, não tendo sido até então nomeados os candidatos aprovados.

Ela mesma foi aprovada em 3° lugar para o cargo de Agente de Desenvolvimento Artístico, mas teve seu pedido de nomeação negado, em 13 de agosto de 2008, uma vez que o município alegou que se encontrava em difícil situação financeira.

Notícias relacionadas