Em referendo, canadenses rejeitam sediar Olimpíadas de Inverno de 2026 - WSCOM

menu

Mais Esporte

14/11/2018


Em referendo, canadenses rejeitam sediar Olimpíadas de Inverno de 2026

Foto: autor desconhecido.

A candidatura da cidade de Calgary, no Canadá, para sediar as Olimpíadas de Inverno de 2026 está em risco. Em referendo organizado nesta terça-feira (13), a população local rejeitou a ideia de receber novamente os Jogos, que já aconteceram na região no ano de 1988.

Dados preliminares divulgados pelas autoridades duas horas após o fechamento das urnas apontam que 56,4% votou pelo “não”, enquanto que 43,6% votou “sim” para a candidatura. Dos 767 mil eleitores, 304,7 mil participaram do referendo. O resultado oficial será publicado nesta sexta-feira.

A palavra final sobre o tema será do conselho municipal, mas o resultado negativo dificulta a candidatura da cidade. A província de Alberta, onde está situada Calgary, já havia informado que retiraria o seu apoio no caso de vitória do “não” no referendo.

Com uma campanha ativa nas redes sociais, os cidadãos contrários à candidatura argumentaram que os altos custos para sediar os Jogos resultariam no aumento de impostos para a população local.

Calgary já recebeu as Olimpíadas de Inverno em 1988 e tem a infraestrutura necessária para sediar o evento novamente, que precisariam passar por obras com custo estimado de 3,7 bilhões de dólares. Metade deste valor seria financiado com recursos públicos. Deste valor, a cidade teria que assumir cerca de 300 milhões de dólares.

Com a provável saída da cidade canadense, apenas Milão (Itália) e Estocolmo (Suécia) devem seguir como candidatos para sediar os Jogos de 2026. Com informações Estadão Conteúdo.